10 maneiras de economizar dinheiro para viajar
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

10 maneiras de economizar dinheiro para viajar

amandanoventa

11 Janeiro 2015 | 19h47

ser-rico-para-viajar

Eu não sei você, mas a minha planilha de gastos já está pronta para esse ano. E nem foi difícil fazer os cálculos. Coloquei as minhas despesas fixas, despesas variáveis e metas de gasto – quanto eu posso gastar em cada item e no total por mês.

Não há dúvidas de que o fator determinante mais comum para viajar seja o financeiro. Todo mundo quer, todo mundo consegue arranjar tempo; mas se não houver dinheiro, não tem viagem.

E não existe milagre financeiro para conseguir viajar. É necessário muito trabalho, priorizar as viagens nos seus planos e muito jogo de cintura econômico para conseguir juntar todo o dinheiro necessário. Mas quando você começa a se organizar – fazendo a planilha, por exemplo – a ideia de viajar parece mais palpável.


Mas além da organização, é necessária a economia. E pode parecer difícil economizar quando você acha que já ganha tão pouco. Mas aqui vão algumas ideias e sugestões de pequenas coisas do dia-a-dia que você pode estar gastando à toa e nem percebe. É hora de repensar esses gastos e ver se não dá para reservar esse dinheiro para viajar:

1. Transporte. Você precisa mesmo de um carro? Faz as contas de quanto você gasta com o seu. Às vezes sai mais barato morar perto do trabalho e ir caminhando, ou pegar o transporte público. Comigo aconteceu mais ou menos assim: eu sempre pude ir andando até o trabalho, mas quando arranjei um novo emprego longe de casa, fiz as contas de quanto custaria ter um carro. Não valia a pena. O dinheiro que eu economizo mensalmente para viajar teria que gastar com o carro. Portanto, desisti e aderi ao transporte público.

2. Dividir moradia. Essa é para aqueles que, como eu, moram sozinhos e estão desesperados com o valor de aluguel que estão pagando. Já cogitei dividir o apartamento e até voltar a morar com os meus pais por um tempo para juntar uma grana. Imagina quanto não dá para economizar?! Uma amiga que possui apartamento próprio de dois quartos, decidiu alugar um dos quartos via Airbnb. E não é que desse jeito ela consegue economizar no seu financiamento?

3. Celular. Tanto o aparelho que você compra quanto o plano que você utiliza faz a maior diferença. Você precisa mesmo do iPhone (que você vai querer trocar o ano que vem quando sair o modelo novo)? Ou não dá pra ter um plano pré-pago? Pensa assim: a maioria dos lugares hoje tem um free wi-fi e você se comunica mais por mensagem do que falando ao telefone.

4. Roupas e Acessórios. É hora de resgatar aquelas roupas que você esqueceu que tem no armário. No ano passado, uma das minhas metas era não comprar mais nada pois eu tinha até roupas com etiqueta no armário. Gostei tanto da ideia que quero manter essa meta em 2015, na medida do possível.

5. TV a cabo. Aproveite que você não tempo para ver TV ou acha que a TV a cabo vive repetindo a sua programação. Hora de mudar os hábitos, desapegar da televisão e talvez substituir por… filmes, livros?

6. Salão de beleza. Quando uma amiga me contou que gastava R$ 90 para fazer uma sobrancelha num salão de São Paulo eu quase caí pra trás! E não é só isso: tem manicure, depilação, cabelo… Será que não dá para fazer algumas dessas coisas em casa? Eu adotei a manicure apenas a cada quinze dias e faz uma boa diferença no orçamento.

7. Refeições. As coisas no mercado estão caras. Mas comer fora de casa está mais caro ainda. Se quiser gastar o seu dinheiro num bom bacalhau em Portugal ou num delicioso restaurante em Lima, é melhor colocar a mão na massa e descobrir seus dotes culinários. Vale até chamar os amigos para jantarem com você em casa. Ah, levar lanchinho e almoço para a o trabalho também é uma boa.

8. Faxina em casa. Que luxo é ter alguém para ajudar com a limpeza de casa! Mas luxo não combina com economizar dinheiro. Portanto, vamos arregaçar as mangas e mãos à obra.

9. Cancele a academia que você não vai. Essa é uma lição que eu aprendi recentemente. Me inscrevi numa academia barata, que devo ter ido uma três vezes e nunca mais. Quando percebi estava pagando a mensalidade há sete meses sem nem utilizá-la! Já que eu não ia mesmo, foi melhor cancelar.

10. Não comprar o que não precisa. Pensar 2, 3, 4 vezes antes de comprar qualquer coisa. No começo pode parecer difícil, mas crie o hábito de perguntar-se antes de comprar “eu realmente preciso disso?”. Assim você vai perceber que não precisa de muita coisa e ainda pode guardar esse dinheiro para a viagem.

E o mais importante: tente não sabotar a sua viagem com desculpas de que não consegue guardar dinheiro. Você sempre vai precisar gastar com outra coisa que não seja viajar. A vida é assim. Contas para pagar, gastos do dia-a-dia, alta do dólar e a economia do país sempre (sempre!) serão empecilhos para viajar. Mas você precisa de alguma forma começar.

E rever seus gastos e destinar algum dinheiro para viagens é um ótimo começo. Mesmo que nenhum desses itens acima se encaixe com o seu estilo de vida, repense as suas finanças e descubra onde você pode deixar de gastar.

Existe aquela famosa frase do Amyr Klink que diz: “Um dia é preciso parar de sonhar e de algum modo, partir”. Uma bela frase, mas sem dinheiro não há partida. Portanto, vamos economizar.

Acompanhe o blog e as aventuras de Amanda através do Facebook Amanda Viaja e pelo Instagram @amandanoventa.

Posts relacionados:

7 resoluções para adotar se você quiser viajar no ano que vem

8 dicas para viajar com o dólar alto e economizar

Não comprei na Zara. Gastei na viagem.

Foto: iStock

Mais conteúdo sobre:

amanda viajadinheiroeconomizarviajar