Falsificar fotos de viagem nas redes sociais pode ser a nova tendência
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Falsificar fotos de viagem nas redes sociais pode ser a nova tendência

amandanoventa

24 Julho 2017 | 10h36

 

Que a vida no Instagram parece melhor do que a vida real nós já estamos cansados de saber. Mas tem gente falsificando muito mais do que as emoções no aplicativo.

A blogueira londrina Amelia Liana, com quase 500 mil seguidores, tem sido acusada de photoshop exagerado nas suas fotos de viagem, praticamente se colocando em cenários em que não esteve como um Taj Mahal vazio ou uma vista para Nova York faltando algumas torres no famoso skyline. Os próprios seguidores andaram dedurando a blogueira, estranhando certos cenários e atitudes. As informações são do Daily Mail que conta algumas declarações de seus seguidores. Um deles disse: “Por que o skyline está completamente ‘photoshopado’? Os prédios são diferentes hoje”. Outro: “Nova York não é assim hoje em dia… e o seu reflexo no espelho não está invertido… é apenas um copiar e colar em cima”.


Em uma declaração, a blogueira disse que “nunca trairia seus seguidores”.

Outros casos de viagens fake também andaram sendo expostos no Instagram. Essa semana li sobre uma americana que criou uma conta chamada @youdidnotsleepthere (em português: você não dormiu lá). A conta é para divulgar fotos de pessoas com uma barraca ou saco de dormir dando a entender que dormiram naqueles lugares (geralmente cenários de tirar o fôlego). A americana conta ao site Mashable que a ideia veio quando ela viajava pelo Grand Canyon com uma amiga que sugeriu que elas montassem uma barraca em frente a lugares inóspitos só para tirar fotos.  

Assim como a conta que entrega quem não dormiu realmente nos lugares, existe também a @youdidnoteatthat e @youdidnotskatethat, dedurando pessoas que, respectivamente, não comeram o que mostram nas fotos e não andaram de skate.

Ok, ok. Algumas fotos são feitas puramente pela arte da fotografia e a gente tem que aprender a separar. O Instagram é legal por isso – lá todo mundo pode ser fotógrafo, criativo e mostrar lugares sob uma perspectiva pessoal e diferente. Mas não para por aí. Hoje o aplicativo é também um veículo de comunicação e de negócio para muita gente. E quando uma blogueira de viagem ou lifestyle se coloca em cenários irreais é a mesma coisa que uma blogueira fitness alterar as dimensões de seu corpo. Ou seja, é como se ela estivesse vendendo uma mentira para sua audiência (e vendendo até no sentido literal já que muitas fotos são patrocinadas por marcas e produtos).

Mas provavelmente é algo que precisamos nos acostumar. Lembra quando a gente descobriu que na “televisão é tudo uma mentira”? Estamos prestes a descobrir o mesmo sobre as redes sociais.

Amanda escreve e tem um canal no youtube sobre viagens. Acompanhe através do Instagram em @amandanoventa, no Youtube em Amanda Viaja e no Facebook em Amanda Viaja.

Notícias relacionadas