Park City: a maior área de esqui dos Estados Unidos
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Park City: a maior área de esqui dos Estados Unidos

amandanoventa

28 Abril 2016 | 08h43

park-city-amanda-viaja

A cidade americana Park City, no estado de Utah, que há 150 anos ficou conhecida pela prata encontrada em suas montanhas, hoje abre espaço para um novo feito: possui agora a maior área de esqui e snowboard dos Estados Unidos.

O projeto de US$ 50 milhões é um dos mais ambiciosos da história da indústria de esqui dos EUA criando o maior resort de esqui, com mais de 29.54 km² de terreno esquiável. Hoje o esquiador pode ir de Park City a Canyons sem interrupção.

park-city-amanda-viaja


Mais acessível do que as badaladas Aspen e Vail, Park City tem um clima aconchegante, descontraído e sem ostentação. Afinal, a cidade nem precisa de nada disso, já tem o título mais atraente do esqui – “the greatest snow on Earth”, traduzindo, “a melhor neve do mundo”.

Localizada a 35 minutos de Salt Lake City, fica fácil de chegar e se encantar. Durante todo o caminho você vai cercado por montanhas nevadas criando o clima perfeito para os dias de esqui que virão.

park-city-amanda-viaja

Perfeita para quem já esquia. Perfeita para aprender a esquiar.

Fui para Park City me perguntando o que eu tinha na cabeça para fazer uma ski trip sem nem saber esquiar.

Mas chegando lá, me surpreendi. Era possível fazer aula com algum dos instrutores credenciados dos resorts. Fiz aula de esqui por cinco dias, mas pode-se dizer que no primeiro eu já estava esquiando e, melhor ainda, me divertindo. Devo isso ao Sam, meu professor britânico que todos os anos vai a Park City trabalhar como instrutor de esqui. Me surpreendeu sua paciência e atenção com os alunos para ensinar. Meus colegas de viagem, que também fizeram aula, notaram a mesma coisa sobre seus instrutores. Pelo jeito em Park City eles são bons mesmo na hora de recrutar o pessoal.

No fim da viagem eu já estava viciada no esporte e conseguia esquiar mesmo sem o instrutor. Meu deu até vontade de fazer aula de snowboarding também.

park-city-amanda-viaja

park-city-amanda-viaja

A cidade

Park City pode até ser famosa pelo esqui, mas não decepciona em outras vertentes. É lá que acontece todo o ano o Festival de Cinema de Sundance onde é possível cruzar com o Kevin Spacey, por exemplo, andando pela rua.

park-city-amanda-viaja

Outro programa bacana para dias regulares é visitar a cervejaria Last Pitch, que tem uma história interessante ligada ao esqui. Os sócios são um grupo de amigos que sempre gostaram muito de esquiar e mudaram-se para Park City com a intenção de ficar mais perto das montanhas e abrir sua própria cervejaria. Pensando no esporte, resolveram armazenar sua cerveja apenas em latas e não vidros. Assim todos podem levar as cervejas dentro de uma mochila com segurança enquanto esquiam.

Restaurantes para todos os gostos também não faltam. Basta dar uma volta pela Main Street, rua principal da cidade, que você ficará perdido entre tantos restaurantes bons. Aliás, um dos charmes da cidade é que esta rua principal se mantém sem lojas e restaurantes de grandes redes. Assim todo o comércio é local (e mais charmoso) – livrarias, restaurantes, cafés, etc.

park-city-amanda-viaja

 

park-city-amanda-viaja

Parque Olímpico

Cenário dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2002, o parque olímpico é um centro de treinamento para atletas de alto nível o ano todo. Mas sobra diversão para nós, meros mortais.

Eu quase não topei fazer a volta de bobsled, aquele trenó do filme “Jamaica abaixo de Zero”, lembra? Fui desconfiada e tensa ao saber que o carrinho vai a 110km/hora. Só me acalmei quando soube que o piloto era uma mulher medalhista no esporte e também fiquei pensando onde mais eu poderia ter a chance de andar de bobsled. Difícil…

Deixando o medo de lado, encarei o trenó que, no fim das contas, foi muito rápido. Apenas 47 segundos – pouco tempo para uma experiência única.

park-city-amanda-viaja

park-city-amanda-viaja

Como chegar em Park City:

A United Airlines tem voo direto para os Estados Unidos onde você pode fazer uma conexão para Salt Lake City. De lá, é necessário alugar um carro ou utilizar um transfer para chegar em Park City, a 56 km.

Esquiar:

A temporada de esqui começa em novembro e vai até abril. É possível esquiar das 9h às 16h e também praticar esqui noturno das 16h às 19h. Para mais informações visite www.epicpass.com

Onde ficar:

O Grand Summit Hotel é um dos melhores resorts de esqui dos Estados Unidos mesmo não sendo de alto luxo.

park-city-amanda-viaja

 

 

Amanda Noventa viajou a Park City a convite do Vail Resorts. Acompanhe o blog e suas aventuras através do Facebook em Amanda Viaja ou Instagram @amandanoventa.