Piloto desvia rota de avião para salvar cachorro
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Piloto desvia rota de avião para salvar cachorro

amandanoventa

21 Setembro 2015 | 09h01

Voar ainda me deixa tensa. Um dos meus pensamentos rituais para me acalmar quando entro no avião é imaginar quem é o piloto. Pode parecer bobagem, mas fico pensando se é um cara bacana, que tem família, amigos, se ele é feliz da vida… Na minha cabeça (de quem tem medo e não entende nada sobre aviação), esses fatores contribuem para que ele tome melhores decisões durante o voo.


Certa vez fui surpreendida por um piloto que, antes da decolagem, passava de poltrona em poltrona cumprimentando os passageiros com um sorriso, perguntando como se sentiam e desejando um bom voo. Juro que viajei mais tranquila depois disso.

Na semana passada, outro acontecimento me chamou a atenção para esse papel do piloto além de tecnicamente pilotar um avião.

No voo 85 da Air Canada que fazia a rota Tel Aviv a Toronto, o passageiro German Kontorovich viajava levando seu cachorro, um buldogue francês chamado Simba, que era transportado na parte de baixo do avião, no compartimento de bagagens. Conforme relatado pela CNN, o piloto notou um problema com o aquecimento neste compartimento – sem o aquecimento, a temperatura poderia chegar a -50ºC e o cão poderia morrer. Pensando no bem-estar do cachorro, o piloto desviou o avião em direção a Frankfurt onde Simba e o dono embarcaram em outro voo.

desvia-rota-cachorro-amanda-viaja-2

Imagem reproduzida do site da CNN

Chegando com segurança em Toronto, Kontorovich agradeceu dizendo: “É o meu cachorro, é como meu filho. É tudo para mim”, disse ele à afiliada da CNN.

 

desvia-rota-cachorro-amanda-viaja

Imagem reproduzida do site da CNN

O desvio da rota causou um atraso de 75 minutos para os passageiros no voo original e um custo de US$10 mil à companhia aérea. No entanto, a Air Canada concordou com a decisão do piloto afirmando que foi a melhor coisa a se fazer e a maioria dos passageiros também.

Cada companhia aérea tem sua própria política com relação ao transporte de animais de estimação e, na inevitável discussão se o piloto agiu certo ou não, há um ponto importante a ser considerado. Como disse o expert em aviação Phyl Durby: “O capitão é responsável por todas as vidas a bordo”.

É esse tipo de consciência e decisão que mostra o real papel do piloto. Quando ele passa cumprimentando os passageiros ou salva a vida de um cachorro, não está fazendo nada além de seu trabalho. Mas é essa pequena diferença que faz com que eu e você possamos nos sentir mais seguros e, finalmente, tenhamos um voo melhor.

Amanda escreve sobre viagens. Acompanhe suas aventuras pelo Instagram @amandanoventa ou através do Facebook em Amanda Viaja.

Mais conteúdo sobre:

Air Canadaaviãocachorrovoo