Aurora boreal e Vancouver com voo direto da Air Canada

Aurora boreal e Vancouver com voo direto da Air Canada

No Canadá, voo direto facilita ver na mesma viagem Vancouver e aurora boreal. Frequência da Air Canada será diária durante inverno. A temporada de frio no Hemisfério Norte é indicada para apreciar o fenômeno das luzes coloridas no céu

Nathalia Molina

31 Julho 2017 | 20h14

No próximo inverno do Canadá, quem for a Vancouver e quiser apreciar a aurora boreal em Yellowknife conta com voo direto entre as duas cidades. A Air Canada anunciou essa frequência diária, para o período entre 15 de dezembro deste ano e 1º de abril de 2018. Normalmente, o viajante que quer juntar esses dois destinos no mesmo roteiro tem de fazer conexão em Edmonton ou Calgary, ambas cidades com voos para Yellowknife.

A frequência non-stop será realizada pela Jazz Aviation LP, sob a bandeira Air Canada Express. A aeronave Bombardier CRJ-705 tem 75 lugares, com as classes econômica e business. As tarifas de lançamento divulgadas começam em 219 dólares canadenses por trecho.

Aurora boreal em Yellowknife, no norte do Canadá – Foto: Martina Gebrovska/Blachford Lake Lodge/Divulgação

 


No período de duração do serviço, o avião parte de Vancouver todo dia às 16 horas, com chegada a Yellowknife programada para as 19h30. No retorno, a saída ocorre às 7h30; a previsão para alcançar Vancouver é 8h53. Os horários são os de cada cidade, lembrando que os deslocamentos no Canadá costumam envolver mudança de fuso, especialmente quando incluem a passagem entre províncias ou territórios.

O Canadá é composto por dez províncias e três territórios. Vancouver fica na província de British Columbia, e Yellowknife é a capital de Northwest Territories (Territórios do Noroeste) — apesar do nome no plural, ele é um dos três territórios canadenses, ao lado de Yukon e Nunavut. Sem a frequência diária sazonal, o viajante tem de sair de Vancouver, em British Columbia, e ir à província vizinha, Alberta, para fazer a conexão nas cidades de Edmonton ou Calgary. O voo direto representa uma economia de quase quatro horas na viagem de ida e volta.

A novidade, que faz parte da estratégia da Air Canada para construir o hub de Vancouver da companhia, foi comemorada pelos setores de turismo de Yellowknife e de Northwest Territories. Além de ajudar em viagens de negócios, facilita a vida de quem vai até a região em busca de ver a aurora boreal, fenômeno que pode ser apreciado durante o inverno do Hemisfério Norte.

Totens no Stanley Park, em Vancouver – Foto: Nathalia Molina


* Nathalia Molina é jornalista de viagem e especialista em Canadá. Também escreve o Como Viaja, com dicas e experiências no Brasil e no exterior. Acompanhe pelo instagram @ComoViaja, pelo facebook ComoViaja e pelo canal do Como Viaja no YouTube