Visto canadense: isenção com nova data prevista para eTA

Visto canadense: isenção com nova data prevista para eTA

Canadá anunciou 1º de maio como data prevista para a Autorização Eletrônica de Viagem (eTA), opção de isenção de visto canadense

Nathalia Molina

31 Outubro 2016 | 20h23

Foi confirmada para 1º de maio a isenção de visto do Canadá com eTA para brasileiros que se encaixem nas regras: veja se é o seu caso, como fazer e quanto custa a Autorização Eletrônica de Viagem

Existe a possibilidade de diversos brasileiros poderem viajar para o Canadá sem pedir visto a partir de 1º de maio de 2017. Essa foi a nova data prevista para a isenção, anunciada hoje pelo governo canadense, para liberar a opção de pedir uma Autorização Eletrônica de Viagem (em inglês, Electronic Travel Authorization – eTA) para certos viajantes brasileiros.


É uma notícia animadora, sem dúvida, mas é preciso calma. O comunicado à imprensa que recebi não informa que, a partir dessa data, passa a valer a opção da eTA, e sim que “o governo do Canadá anunciou hoje sua intenção de autorizar” os brasileiros que cumprem os pré-requisitos a solicitar a eTA — a notícia também está na página do facebook do Canadá no Brasil, oficial do governo canadense. Isso porque a data exata para a efetivação depende de diversas variáveis, entre elas algumas técnicas, como a sincronia de sistemas. A notícia da implantação da eTA para viajantes brasileiros chegou a ser anunciada em outubro de 2015, para começar a valer em 15 de março de 2016. Mas foi adiada e estava sem nova data prevista até hoje.

Foto: Nathalia Molina

Para quem vai valer

Mas, quando isso entrar em vigor, todo mundo se enquadra nessa opção? Não, apenas brasileiros que já tenham conseguido visto do Canadá nos últimos dez anos ou que estejam com um visto de turista válido dos Estados Unidos.

Pena que a opção ainda não está valendo. Estou dando entrada no meu pedido nesta semana. Vou seguir novamente o passo a passo para tirar o visto canadense, que expliquei lá no Como Viaja. Adoraria poder usar a opção da eTA, bem mais simples e barata. De acordo com informações do governo do Canadá, essa solicitação custa apenas sete dólares canadenses e a autorização leva somente alguns minutos. E melhor: a eTA vale por cinco anos ou até que o passaporte expire, o que ocorrer antes. Vamos torcer para rolar mesmo em 1º de maio do próximo ano.


* Nathalia Molina é jornalista de viagem e especialista em Canadá. Também escreve o Como Viaja, com dicas e experiências no Brasil e no exterior. Acompanhe pelo instagram @ComoViaja e pelo facebook ComoViaja

Mais conteúdo sobre:

Canadábásico de AméricasAméricas