Dezembro no Canadá, entre Toronto e Vancouver

Dezembro no Canadá, entre Toronto e Vancouver

Viajei para o Canadá em dezembro. Em Toronto, Vancouver e Whistler, além de curtir a decoração de Natal, dá para patinar e esquiar

Nathalia Molina

28 Dezembro 2016 | 08h29

Era começo de dezembro, e a pista de patinação no gelo da Nathan Phillips Square fervilhava no frio de Toronto. Guirlandas desenhavam arcos acima das cabeças dos patinadores na praça central da cidade. Lá, em frente à prefeitura, uma grande árvore de Natal havia sido montada num pinheiro natural.


A poucos metros dali, as renas brilhantes do Eaton Centre também anunciavam a temporada de festa. O shopping de Toronto, além dos brancos e gigantes animais, exibia a maior árvore de Natal do Canadá, com 30,50 metros de altura. A onipresente CN Tower, torre-símbolo da metrópole canadense, coloria o horizonte nas noites em tons diversos. Isso era apenas o começo do que eu veria.

  • Para planejar sua viagem para a maior cidade do Canadá, leia a série completa que escrevi com textos sobre o que fazer em Toronto
Toronto - Noite de Patinação no Nathan Phillips Square - Foto Nathalia Molina @ComoViaja

Na Nathan Phillips Square, o símbolo de Toronto diante da patinação no gelo; ao fundo, o prédio da prefeitura (roxo) e a árvore de Natal natural – Fotos: Nathalia Molina

Inverno em Toronto - Patinação no Nathan Phillips Square - Foto Nathalia Molina @ComoViaja

A construção da antiga prefeitura de Toronto fica ao lado da praça onde rola a patinação

Shopping Eaton Centre em Toronto no Canadá - Decoração de Natal - Foto Nathalia Molina @ComoViaja

As brilhantes renas da decoração do shopping Eaton Centre

Passei duas semanas no Canadá neste dezembro, uma na província de Ontario e outra em British Columbia. Foi ótimo voltar a Toronto e a Vancouver e ainda poder conhecer dois destinos, Niagara Falls (Ontario) com passeio de helicóptero sobre as cataratas e Whistler (British Columbia) com aula de esqui na estação.

Niagara Falls no Canadá - Catataratas vistas de Passeio de Helicóptero - Foto Nathalia Molina @ComoViaja

As cataratas vistas do passeio de helicóptero em Niagara

Esqui no Canadá em Whistler - Foto Nathalia Molina @ComoViaja

Conhecendo Whistler, montanha em que fiz aula de esqui

Centro de Whistler iluminado para o fim de ano

Centro de Whistler iluminado para o fim de ano

Quando chegou o convite para o Como Viaja ir até lá no inverno, achei interessante a oportunidade de ver um outro Canadá — essa era a estação que faltava na minha listinha de viagens ao país. Posso dizer que me saí bem com minhas roupas térmicas e bota de neve.

Até me aventurar sobre patins em Toronto e sobre esquis na estação de Whistler eu fiz. Ah, e escorreguei no tobogã na neve e experimentei snowshoeing em Grouse Mountain, ao norte de Vancouver. Pertinho dali, no Capilano Suspension Bridge Park, atravessei a famosa ponte suspensa sobre o cânion do Rio Capilano, toda iluminada para o Natal no parque.

Os eventos da temporada de fim de ano nas atrações do Canadá costumam se estender até o iniciozinho de janeiro, como a edição de Natal que assisti do Flyover Canada, voo simulado sobre paisagens do país, um dos atrativos de Vancouver.

As luzes de Natal desenhando a Capilano, ponte suspensa sobre o rio de mesmo nome, no norte de Vancouver

As luzes de Natal desenhando a Capilano, ponte suspensa sobre o rio de mesmo nome, no norte de Vancouver

Vancouver - Edição de Natal da Atração Flyover Canada - Foto Nathalia Molina @ComoViaja

Criançada animada com a versão natalina do Flyover Canada, voo simulado sobre paisagens do país

O bonito mercado de Natal de Toronto

O bonito mercado de Natal de Toronto, instalado no Distillery Historic Disctrict

Durante essa minha viagem ao Canadá, o clima de festa estava a toda. Pude experimentar muito dele e escrevi sobre os principais lugares para ver luzes e fazer compras em Toronto e em Vancouver. Vale anotar para se programar para 2017 — os vídeos abaixo dão um gostinho.

À parte a decoração, muito bonita pelas cidades, dá para se divertir comprando presentes ou apenas observando a série de artigos temáticos que as lojas vendem nesta época do ano. Entre eles estão pullovers até não poder mais, com Papai Noel, renas, pinguins e bonecos de neve. Ganhou o troféu de peça mais dentro da proposta uma bolsinha estruturada em forma de árvore de Natal, à venda no Toronto Eaton Centre.

Natal no Canadá - Toronto - Pullover em Kesington Market e Bolsa de Árvore de Natal no Eaton Centre - Foto Nathalia Molina

A autocrítica em loja do bairro de Kesington Market e o cúmulo do acessório temático na bolsa do shopping Eaton Centre

Também comi — sim, é inverno lá! Excelente desculpa para cair em ovos Benedict, como os que provei nos hotéis Fairmont Waterfront Vancouver e Crystal Lodge, em Whistler. Ou me acabar no ótimo buffet de café da manhã Delta Toronto by Marriott, numa saborosa mistura de frutas vermelhas com queijos e embutidos. Como Natal lembra mesa farta, terminei a viagem já no embalo da festa, em tours gastronômicos por Vancouver, no mercado de Granville Island e no bairro de Gastown.

Ovos Benedict com acabacate e caranguejo, que provei no café da manhã no Fairmont Waterfront

Ovos Benedict com abacate e caranguejo, que provei no café da manhã mo Fairmont Waterfront de Vancouver

Tour gastronômico em Gastown, bairro descolado de Vancouver

Tour gastronômico em Gastown, na mesma cidade canadense

A noite do bonito bairro de Gastown

A noite do belo bairro de Gastown

É, 2016 foi um ano estranho. Conheço muita gente que está louca pra se ver livre dele. Certamente não foi dos melhores para mim também. Mas terminou com muita felicidade: neve, atrações iluminadas, destinos revisitados, muitas novidades para contar e, de quebra, o reencontro com uma amiga querida.

Britânica, Nikki é outra apaixonada pelo Canadá, como eu. Com a canadense Marie-Julie, fizemos a viagem no trem The Canadian, a partir de Toronto, em 2010. Nikki e eu chegamos a Vancouver pela primeira vez naquela viagem. Nikki gostou tanto que se mudou para lá. Foi bom revê-la, do mesmo modo que foi bom unir as duas pontas do país novamente, de leste para o oeste. Dessa vez, pelo ar.

 

Nikki e eu, em Whistler

Eu com a Nikki, em Whistler


* Nathalia Molina é jornalista de viagem e especialista em Canadá. Também escreve o Como Viaja, com dicas e experiências no Brasil e no exterior. Acompanhe pelo instagram @ComoViaja, pelo facebook ComoViaja e pelo canal do Como Viaja no YouTube