Niagara Falls, no Canadá: de helicóptero sobre as cataratas

Niagara Falls, no Canadá: de helicóptero sobre as cataratas

Como é o voo de helicóptero sobre as Cataratas do Niágara (Niagara Falls), ponto turístico do Canadá a 130 km da cidade de Toronto

Nathalia Molina

27 Abril 2017 | 10h55

Teve voo de helicóptero na minha primeira visita a Niagara Falls. A cerca de 130 quilômetros da cidade de Toronto, as quedas mundialmente conhecidas estão entre os principais pontos turísticos do Canadá. Eu fui apresentada às Cataratas do Niágara por um ângulo diferente: de cima. No tour aéreo, vi o rio, as quedas e a localização do Canadá e dos Estados Unidos.

Logo na chegada a Niagara Falls, antes de seguir para o centro de visitantes das cataratas, nosso grupo de jornalistas e blogueiros convidados pela Ontario Travel (organização que promove o turismo nessa província canadense, onde ficam Ottawa, a capital do Canadá, e Toronto, a maior cidade do país) foi levado à Niagara Helicopters, empresa que faz voos de helicóptero o ano inteiro na região.


A força das Cataratas do Niágara vistas do alto – Fotos: Nathalia Molina

Antes de ver as Cataratas do Niágara do alto, é hora de checar câmera e celular e, principalmente, de manter os olhos bem abertos para registrar tudo ao redor. Aliás, seja rápido, chegue com o equipamento fotográfico preparado. Por questões de segurança, não há muito tempo para fotos no pátio de decolagem e pouso do helicóptero. Por isso, vai o aviso: clica, para não correr o risco de perder o momento, que vale muitas imagens. Em terra e, principalmente, no ar.

Preparação antes da decolagem

Vamos lá, pessoal!

É hora de voar

O voo também é ligeiro: dura 12 minutos. Então, aproveita para absorver tudo o que puder daquele momento. A água verdinha, as rochas espalhadas pelo meio, as cataratas caindo Rio Niágara abaixo. Muito bonito de ver. Peguei um dia cinza, no fim do outono canadense. Com céu azul, claro (nos dois sentidos), imagino que a paisagem se destaque ainda mais.

O Rio Niágara conecta dois dos cinco Grandes Lagos, fronteira natura entre Canadá e Estados Unidos. Vai de Lake Erie ao Lake Ontario, onde fica Toronto. As cataratas estão neste caminho entre um lago e outro. O helicóptero sobrevoa o rio até chegar às quedas. A primeira a ser vista é a catarata americana, menor, com aproximadamente 260 metros de largura e altura entre 21 e 34 metros. Depois à frente, a canadense, com uma explosão de água na cavidade de cerca de 670 metros de largura, causada pela força da queda a 57 metros. À direita, o centro de visitantes e a cidade de Niagara Falls.

Começo do passeio

O rio, as quedas d’água à frente e a cidade de Niagara Falls à direita

As Cataratas do Niágara: a americana (menor, à esquerda) e a canadense

E como aquela água pode ser tão verde? Engraçado que não imaginava assim. Sei lá, acho que não tinha visto fotos de Niagara Falls do alto. Então, aquela tonalidade foi uma boa surpresa. Contrasta com as rochas no meio do Rio Niágara e com cor de tijolo das encostas no fim do outono. O verde, descobri depois, se deve aos minerais resultantes da erosão principalmente de calcário e arenito.

As amplas janelas de vidro do helicóptero permitem uma boa visibilidade. O tempo estava nublado quando fiz o voo, mas tive um bom visual, ainda que sem céu azul. O audioguia do helicóptero, disponível em 12 línguas, inclui o português. A narração com sotaque de Portugal aponta os principais trechos do trajeto, além de dados e curiosidades sobre as Cataratas do Niágara.

No retorno, tudo por outro ângulo

Euzinha, registrando tudo

A área de reservas do site da Niagara Helicopters informa hoje o preço de 144 dólares canadenses por pessoa — casais pagam 280 para os dois; o ticket de criança sai a 89; famílias e grupos grandes podem ter descontos. A empresa realiza voos durante o ano todo (incluindo o inverno; exceto 25 de dezembro), das 9 horas até o pôr do sol. Durante a temporada de verão, as decolagens seguem até 19 ou 20 horas. No inverno, rola tour aéreo até as 16 horas.

Entretanto, o voo de helicóptero depende da visibilidade. Por isso, é bom confirmar com a empresa, para evitar casos de muita nebulosidade, se o tempo estiver fechado durante sua viagem ao Canadá.

Rápido no pátio: segurança em primeiro lugar

Momento de dizer: até a próxima

No trajeto após o desembarque, você passa por um balcão onde tem a opção de comprar a foto feita antes do tour por um fotógrafo da empresa na hora do embarque — olha aí as fotos do nosso grupo e uma em que apareço conferindo o equipamento na decolagem para garantir que teria imagens do passeio para mostrar para vocês. Depois, pode dar aquela espiada na lojinha para levar um souvenir do Canadá. O melhor deles você já tem garantido no passeio: o certificado de que fez o voo de helicóptero sobre as cataratas canadenses.

O grupo antes do embarque

Checando celular e câmera

Órgão que promove o turismo no Canadá, o Destination Canada divulga uma lista de Canadian Signature Experiences como uma amostra do melhor do país à disposição dos viajantes. O voo sobre as Cataratas do Niágara é uma das três experiências únicas canadenses oferecidas em Niagara Falls. Além do tour aéreo, as experiências também a visita por trás das cataratas canadenses feita no centro de visitantes e o passeio de barco da Hornblower Niagara Cruises, que passa perto das quedas. Este último só ocorre da primavera ao outono no Canadá (não custa lembrar que são ao contrário das nossas estações), os outros dois rolam durante o ano inteiro.


* Nathalia Molina é jornalista de viagem e especialista em Canadá. Também escreve o Como Viaja, com dicas e experiências no Brasil e no exterior. Acompanhe pelo instagram @ComoViaja e pelo facebook ComoViaja