Bons drinks em Londres

Bons drinks em Londres

Mari Campos

24 Janeiro 2018 | 09h56

Drink com vista garantida no Sky Pod. Crédito: Mari Campos

Amo Londres por N motivos diferentes. Mas uma das coisas que mais me dão prazer a cada nova visita (volto religiosamente todos os anos) é ver como na última década a cidade se converteu em uma das mais excitantes metrópoles quando o assunto é comer e beber bem.

Os pubs continuam lá, firmes e fortes (felizmente!), mas com o crescimento do interesse mundial pela mixologia, bares consagrados da cidade ganharam também status-of-art e novos bares surgiram para encher ainda mais de bossa os finais de tarde e noites londrinos. E, sejamos francos, não é mera coincidência que alguns dos bares mais badalados e inovadores da cidade estejam instalados em alguns de seus melhores hotéis.  São muitos os meus queridinhos na cidade, mas deixo aqui meus eleitos da última viagem por lá:

 


 

Blue Bar, The Berkeley

Um dos meus prediletos desde sempre e também um dos bares mais bonitos de Londres,  na minha opinião. Localizado logo à entrada do The Berkeley e com decoração obviamente investindo forte no azul, o Blue Bar tem no head bartender Bruno Giovanni sua maior estrela: é ele que cria novos drinks para os menus sazonais e prepara do zero novas criações na hora H conforme o pedido dos clientes. Do último menu, o Golden Dawn, com uma mistura bombástica de brandy, calvados e gin, é perfeição em gotas. O serviço em geral é irretocável e é obrigatório fazer reserva.

 

The Connaught Bar, The Connaught

Outro dos meus favoritos e um dos endereços mais respeitados de toda a cidade quando o assunto é beber bem (localizado no hotel homônimo). A grande estrela da casa é o genial Agostino, o head bartender que aparece na nossa mesa com luvas brancas e um icônico trolley cheio de essências para preparar os mais celebrados e exclusivos martinis de Londres. Pequeno e extremamente discreto, e também com reservas compulsórias, o The Connaught Bar é não à toa um dos endereços preferidos das celebridades low profile. Mas nem tudo são bebidas cheias de aromas intensos por lá, não; os menus sazonais investem também em algumas opções mais leves, adocicadas e refrescantes para agradar a diversos paladares. Se a temperatura subir, vale apostar no Globetrotter, que mistura rum e pétalas de rosa num recipiente em forma de globo terrestre, desenhado exclusivamente para eles.

Minha bebida literalmente levitando no Gong Bar do Shangri-la London. Crédito: Mari Campos

Gong, Shangri-la London at The Shard

Se fosse somente pela vista, o Gong já valeria (e muito!) a visita. Instalado no topo do hotel Shangri-la London que fica dentro do The Shard, o Gong tem sem dúvidas a melhor vista dentre os melhores bares de Londres – quanto antes reservar, maiores as chances de conseguir uma mesa “grudadinha” no vidro, vendo da Tower Bridge à St Paul enquanto degusta sua bebida. O novo menu “Director’s cut” deixou os sempre saborosos drinks da casa ainda mais excitantes: cada coquetel foi inspirado em um diretor hollywoodiano diferente, de acordo com seu filme mais icônico. Spielberg, Woody Allen, Coppola e tantos outros estão todos lá, em um dos mais criativos menus de drinks dos últimos tempos. Se a pedida for escolher algo também pela embalagem, vale pedir o Feel the Force, em homenagem a George Lucas: a bebida à base de vodka, campari e chilli é servida em um copo que literalmente levita sobre sua base, num mise-en-scène surpreendente.

 

Green Bar, Café Royal

Para quem busca um bar pequeno, à moda antiga e bem masculino no centro da cidade, o Green Bar do hotel Café Royal (parte da The Leading Hotels of the World) pode parecer um oásis em meio ao ritmo sempre frenético de Piccadilly Circus. O menu não é especialmente inventivo, mas os grandes clássicos estão todos lá, e servidos sempre comme il faut – o que não quer dizer que não haja nunca espaço para inovações. Para quem busca algo diferente, drinks com absinto estão entre os must have da casa; mas há também misturas bem pouco ortodoxas como um drink à base de uísque que leva também baunilha e creme de banana na composição.

 

 

Seguramente um dos menus mais criativos de Londres no Scarfes Bar. Crédito: Mari Campos

Scarfes, Rosewood London

Não há como não se apaixonar de cara pelo Scarfes, localizado dentro do imponente hotel Rosewood London. Escurinho e sofisticado como um bom speakeasy, juro que vale o que cobra pelos seus drinks. Além do ambiente delicioso, com direito a música ao vivo da melhor qualidade e serviço impecável sem abrir mão de um pouco de informalidade, criou um menu de drinks em que cada coquetel foi inspirado em uma figura diferente ilustrada nas icônicas caricaturas do gênio Geral Scarfe. De personagens reais como Chaplin a fictícios como Mary Poppins,  de bandas como Rolling Stones a trupes como Monty Python, impossível achar um drink (ou caricatura!) que não seja a sua cara.  Há desde clássicos martinis até drinks cheios de efeitos e que mais parecem poções mágicas, como o que homenageia Harry Potter.

 

The Lobby Bar, One Aldwych

Perfeitinho para antes ou depois de um espetáculo no West End, o The Lobby Bar do hotel One Aldwych (também parte da The Leading Hotels of the World), em Covent Garden, também está no time dos bares londrinos que resolveram investir em menus peculiares no último ano.  Batizado de Showtime Cocktail, o novo menu (sob direção criativa do bartender Pedro Paulo) criou drinks inspirados em diferentes espetáculos em cartaz no West End – e isso inclui até drink que é servido acompanhado de um óculos de realidade virtual entregue ao cliente, como parte da experiência. Mas se sua pegada não for tão modernex, vale saber que seu Old Fashioned trolley segue sendo o maior sucesso da casa, servindo drinks irretocáveis à moda antiga.

 

 

E se a ideia for curtir um belo drink com vista fora do ambiente hoteleiro, não tem problema: os bares instalados no topo do Sky Garden (três andares de belos jardins públicos no alto de um arranha-céus, com entrada franca) também falem a visita. O Sky Pod, por exemplo, oferece drinks honestos com preço decente, ambiente simpático e uma vista deslumbrante para o skyline londrino, incluindo o The Shard se exibindo todo logo em frente.