Dá pra ser VIP na Disney, sim

Dá pra ser VIP na Disney, sim

Mari Campos

08 Setembro 2017 | 08h10

O upscale Grand Floridian, no Magic Kingdom, conta com unidades Club Level cheias de mimos

Fazer suas refeições em restaurantes de alta gastronomia e/ou assinados por grandes nomes da cozinha internacional como Paul Bocuse antes, durante ou depois de se divertir nos brinquedos e atrações. Usar os serviços de uma personal shopper para encontrar produtos exclusivos e seções meio secretinhas nas lojas da nova (e ótima) Disney Springs. Fazer um safari exclusivo no melhor estilo sul-africano sem sair do parque. Hospedar-se em hotel super confortável, com direito a um club lounge que te dá café da manhã caprichado e happy hour (com drinks e petiscos) todos os dias sem cobrar nada a mais por isso. Garantir assentos privilegiadíssimos para assistir todos os shows que quiser e reservas nos restaurantes mais concorridos. Ter um guia que te transporta em SUVs novinhas, te leva pelos bastidores dos parques e te coloca praticamente dentro das atrações, com tempos mínimos ou inexistentes de fila. Sim, é possível ser VIP nos parques do Walt Disney World em Orlando – e BEM VIP.


A constante demanda por serviços de concierge, de alta gastronomia e de customização de serviços vem levando os parques da Disney a investirem cada vez mais em opções extras para quem busca um pouco mais de exclusividade durante sua estadia – e os brasileiros estão entre os principais púbicos consumidores destas facilidades. Estou essa semana justamente aqui em Orlando pesquisando sobre estes serviços e testando vários deles. Restaurantes caprichados, hotéis cheios de mimos e personalização de roteiros fazem mesmo cada vez mais sucesso por aqui.

Alta gastronomia caprichadissima em restaurantes como o Tiffin’s, no Animal Kingdom

Um dos serviços mais reservados pelos brasileiros são os VIP Guides. Com uma diária mínima de sete horas de serviços consecutivos, eles fazem EXATAMENTE o que os hóspedes querem fazer nos parques, com liberdade para mudar de parque ao longo do dia e economizar um tempo precioso de quem quer concentrar a ação só nos seus brinquedos favoritos – e evitar longas filas nas atrações mais novas e/ou famosas como na nova área de Pandora – The World of Avatar, no Animal Kingdom.  A gente decide o que quer fazer, quando e onde. Se um grupo de até 10 pessoas (o máximo permitido para usar tal serviço num mesma reserva) quiser fazer, por exemplo, apenas as “rides”e os simuladores, com jeitinho dá tempo de fazer todas estas atrações dos quatro parques num mesmo dia – é como se a gente tivesse um super FastPass para todas as atrações.

Testando o serviço nesta quinta no Animal Kingdom, consegui fazer duas vezes seguidas o ultra disputado (e maravilhoso! MESMO!!!) Avatar Flight of Passage com menos de dez minutos de fila a cada vez – o sonho de consumo de dez entre dez visitantes da nova área de Pandora. E também fiz a outra atração de Pandora, o Safari Trek, fui duas vezes na Everest, almocei e jantei com calma, assisti o novo show Rivers of Light e fiz mais um monte de atrações e atividades. E os guias ainda têm informações incríveis e divertidíssimas de bastidores!

Ainda tem muito serviço bacana da Disney para pesquisar e testar nos próximos dias (se o Irma não atrapalhar demais, é claro…) e contar aqui em detalhes para vocês. Por enquanto, dá para acompanhar tudo em tempo real no meu instagram/stories @maricampos.