É hora do chá em Londres

É hora do chá em Londres

Mari Campos

09 Outubro 2017 | 19h10

O afternoon tea com a melhor vista no Shangri-la at the Shard. Crédito: Mari Campos

 

Não adianta: desde minha primeira viagem a Londres, não consigo conceber visita-la sem participar de pelo menos um chá da tarde. Sou mesmo fã da refeição cheia de frescurinhas no meio da tarde – cresci numa família que faz do café da tarde uma instituição secular – e a cada vez que retorno marco alguns – uma forma deliciosa de não apenas retornar a lugares que adoro na cidade como também de encontrar amigos que moram lá de uma forma bem flexível.

Ao longo dos anos, já provei quase todo tipo de chá da tarde lá, do chá mais frugal servido na cripta da St Paul ao lauto high tea do Four Seasons London at Park Lane. Participei também por diversas vezes do divertido Pret-a-Portea do lindo The Berkeley, que a cada Paris Fashion Week troca seu menu e serve delícias doces e salgadas com formatos inspirados em peças icônicas das últimas coleções desfiladas na passarela. Até do curioso chá da tarde servido durante um passeio de ônibus por Londres eu já participei.


Nesta última viagem não foi diferente. Em uma semana na cidade, participei de nada menos que quatro chás da tarde diferentes. Três deles – os que vou mencionar aqui, porque foram os melhores – substituiram uma refeição, o que eu acho um programão para quem gosta do high tea como eu. Ambientes lindos, louças incríveis e uma explosão de novos sabores que vai muuuuito além do afternoon tea básico de alguns anos atrás (embora, confesso!, minha parte favorita são geralmente os scones). Como a maioria dos lugares oferece o serviço entre 13 e 17h, e os menus são extremamente bem servidos e permitem repetir os itens, fica a brecha perfeita para usa-lo como almoço (pegando o primeiro serviço) ou até “almojanta” (mais pro final da tarde, saindo à noite só para drinks e petiscos).

As delícias doces do menu mais saboroso: no novo Jean-Georges do The Connaught. Crédito: Mari Campos

O primeiro deles foi logo no meu primeiro dia na cidade: cheguei a Londres cedinho e antes das 13h já estava com uma amiga saboreando o ótimo serviço de high tea do Shangri-la London at the Shard. Tomar um autêntico chá da tarde no hotel que tem a vista mais incrível da cidade é mesmo altamente recomendável. O chá ali é servido no lindo TING lounge das 12 às 16h,, com todas as paredes envidraçadas com vista panorâmica para Londres. O menu muda sazonalmente e são oferecidas a clássica opção do chá à inglesa (Classic Afternoon Tea) ou um menu de inspiração asiática (Asian Afternoon Tea). Fiquei com a primeira opção e adorei tudo: as comidinhas, os excelentes chás, a vista surreal e o serviço irretocável. A refeição começa com um “pre-tea” geladinho, com direito a nitrogenio líquido e tudo, e depois a gente pode provar diferentes chás do menu enquanto degusta os salgados, doces e scones servidos.

Depois, em outro dia, utilizei o pretexto do chá da tarde para conhecer o novíssimo restaurante Jean-Georges do The Connaught, em Mayfair, um dos hotéis mais exclusivos da cidade (e dono de um dos meus bares favoritos em Londres!).  Ali só existem duas opções de serviço de chá: às 14h30 ou às 16h30 – fiquei com a segunda. O novo restaurante do chef Jean-Georges Vongerichten ficou lindo, cheio de design e luz natural, com janelões até o teto e detalhes nos vidros que criam reflexos coloridos nas mesas. Tem um menu bem mais extenso de comidinhas que a média e foi o chá da tarde mais saboroso desta viagem: tem amuse bouche, sanduichinhos salgados super fora do óbvio, docinhos surrealmente lindos e gostosos, scones perfeitos e ainda um fondue de chocolate (!) para terminar. Simplesmente delicioso.

Os melhores scones e a melhor experiência: harmonização perfeita no high tea do Mandarin Oriental. Crédito: Mari Campos

Mas a experiência mais significativa de high teas nesta viagem foi a oferecida no adorável Roseberry Lounge do Mandarin Oriental Hyde Park, o mais icônico hotel de Knightsbridge. O serviço – que tem o horário mais democrático, sendo oferecido do meio dia até 19h30! – conta com uma “Tea Master” o tempo todo no salão, à disposição dos clientes. O menu é o clássico, com sanduichinhos, docinhos lindos e scones quentinhos. Mas a Tea Master vem na nossa mesa e explica como harmonizar os chás com o menu. Dentre as inúmeras opções de sabores e aromas do menu (que conta com chás do Sri Lanka, China, India e diversos outros países), ela recomenda um tipo de chá diferente para os sanduíches, outro tipo para os doces e um terceiro tipo para os scones – e, acredite, a harmonização (que nunca me tinha sido explicada com tanta clareza) fez mesmo toda a diferença. Baita experiência.