Hospedagem com conforto no aeroporto de Guarulhos

Hospedagem com conforto no aeroporto de Guarulhos

Mari Campos

11 Dezembro 2017 | 10h49

O novo lounge caprichadíssimo do Pullman Guarulhos Airport. Crédito: Mari Campos

Todo mundo que mora fora de São Paulo e já precisou pegar um voo bem cedinho ou chegar de um voo muito tarde sabe como ficar num dos hotéis próximos ao aeroporto de Guarulhos pode ser uma tremenda mão na roda antes de prosseguir viagem. Ao longo dos últimos anos, com tantos voos madrugadores que peguei e uma ou outra chegada no meio da madrugada, foram muitos os hotéis nas proximidades de GRU que usei como ponto de apoio para garantir que eu estivesse na hora exata para o check-in no aeroporto, sem stress ou perrengues.

Dá para ficar hospedado entre voos com conforto e bom serviço? Dá, sim. Testei vários hoteis, de várias bandeiras, e de várias faixas de preços. Mas só dois deles posso recomendar de verdade:

 


Pullman Sao Paulo Guarulhos Airport

Estive hospedada no Pullman São Paulo Guarulhos Airport pela última vez este ano, depois de muitos anos da visita anterior e posso afirmar: quanta diferença! O hotel pós reforma ficou incrivelmente bonito e contemporâneo. Trata-se do mais conveniente hotel do aeroporto de Guarulhos porque fica literalmente ao lado do aeroporto, a cinco minutos de distância.

O lobby pós reforma ficou espetacular: contemporâneo, cool, cheio de móveis de design, objetos de decoração provocativos e espaços diferentes que se interligam de maneira bem pouco convencional – a própria recepção fica, como é praxe da marca, num canto, sem “cara de recepção”. A loja do hotel tem produtos super modernex, incluindo divertidas camisetas statement, com frases de impacto.

Os quartos foram todos recentemente reformados e contam com todas as facilidades que precisamos – incluindo muitas tomadas e entradas usb – e amenidades caprichadas C.O.Bigelow nos banheiros.  Para o lazer, tem piscina, jacuzzi, sauna e um SPA by Shishindo.  Eu saí muito cedo e não consegui pegar o café da manhã em funcionamento, então não posso opinar sobre ele.  Mas eles servem uma providencial “early bird corner” atrás da recepção antes das seis da manhã com café, suco e pães de queijo, sem custos, todos os dias, para quem precisa deixar o hotel muito cedo.

Um pé direito monstruoso no novo Pullman, para encher o hotel de luz natural. Crédito: Mari Campos

 

Marriott Sao Paulo Guarulhos Airport

Estive hospedada no Marriott São Paulo Guarulhos Airport diferentes vezes e gostei muito da hospedagem em todas elas. Fica extremamente próximo ao aeroporto e são menos de 15 minutos de carro no trajeto (inclusive com o serviço de transfer gratuito em vans que eles oferecem). É provavelmente o mais elegante “hotel de aeroporto” do Brasil, com móveis de design no lobby e no restaurante e espaços muito luminosos e amplos. Os quartos também são grandes e bastante confortáveis e o staff é especialmente gentil e agradável – inclusive na madrugada. Sério mesmo: oferece um nível de serviço realmente fora da curva quando falamos em hotéis de aeroporto. 

Hóspedes do sexo feminino têm direito a uma linha de amenidades femininas completíssima, sem custos. O restaurante serve um ótimo buffet de café da manhã – que em geral tem que ser pago à parte. Quem reserva um quarto com acesso ao concierge/executive floor (ou é membro elite do Marriott Rewards) tem internet gratuita no quarto (para os demais hóspedes, a internet só é gratuita no lobby) e conta com o lounge à disposição para snacks e refrescos ao longo do dia e com café da manhã completo gratuito. Além do enorme centro de convenções, o hotel tem uma belíssima piscina para quem tiver tempo para um mergulho ou um providencial banho de sol entre voos.

 

*****

Bom, para não dizer que não tenho ressalva alguma a eles, sim, tenho uma –  e a mesma para as duas propriedades: os horários de transfer. Existe um gap enorme, correspondente à madrugada todinha, em que nenhuma das duas propriedades opera seu serviço de translado gratuito entre o aeroporto e o hotel, em nenhum sentido. Quem desembarca depois da meia noite ou precisa se apresentar para check in antes das seis da manhã simplesmente não consegue contar com o serviço de transfer dos hotéis – o que eu acho que não combina MESMO com a qualidade de serviço que elas oferecem.