Longa temporada de neve em Corralco

Longa temporada de neve em Corralco

Mari Campos

03 Setembro 2017 | 20h09

Entra setembro e a maioria das estações de esqui sul-americanas já vai se preparando para encerrar suas temporadas de inverno. Mas eu acabo de chegar de Corralco , um dos mais jovens destinos de esqui chilenos, e lá ainda tem muita neve por rolar – literalmente. Neste ano tem caído tanta, mas TANTA neve por lá – fica a duas horas de carro do aeroporto de Temuco, já na entrada da região patagônica – que a temporada agendada para terminar em 15 de outubro talvez chegue até meados de novembro!

Corralco não é das estações geograficamente mais convenientes: é preciso voar de Santiago para Temuco (cerca de 1h30) e depois enfrentar duas horas de estrada do aeroporto até a entrada do hotel. Mas, simpática que só ela, a estação de um único hotel aos pés do vulcão Lonquimay fica instalada em plena reserva nacional Malalcahuello, rodeada por araucárias milenares. Fazer trekkings em raquetes de neve também é um programão por lá.

Não há nenhum tipo de luxo envolvido na estadia, mas o hotel é extremamente cálido e confortável.. São apenas 54 quartos bastante espaçosos, com piso do banheiro aquecido e espaço suficiente para espalhar as volumosas peças de neve. Cada quarto tem direito a um locker para guardar esquis e equipamentos e o hotel conta também com um pequeno spa, piscina aquecida interna, jacuzzi, uma pequena academia e saunas.


A estadia pode ser em sistema meia-pensão ou pensão completa (sempre sem bebidas incluídas). Recomendo a última opção já que o maior destaque do hotel, na minha opinião, fica por conta da cozinha: almoço e jantar à la carte com ingredientes e receitas super locais, no maior capricho – e a equipe de garçons é simplesmente adorável. Comi muito, muito bem mesmo, durante toda a minha estadia.

Para crianças e adolescentes, há um programa de entretenimento durante todo o dia, incluindo um fofo miniclub e uma salinha de cinema e outra para Xbox – mas para os adultos o resort é bastante sossegado dia e noite. Não há nada nas proximidades do hotel e o próprio bar do hotel só viu algum movimento na minha semana por lá nas duas noites de karaokê. No lounge principal, todo dia é servido chocolate quente às 17h, numa espécie de après-ski.

A maior vantagem é que, como a estação é pequena, as pistas também são MUITO sossegadas. Corralco tem 26 pistas, 6 lifts e 1800 hectares no total de domínio esquiável – incluindo a maior pista para iniciantes do Chile. Mas o hotel não é ski-in: a gente tem que pegar uma van até a base do centro de esqui, localizado a quase 1km dali – mas pode voltar esquiando diretamente ao hotel, se quiser.  Na base da estação de esqui há uma cafeteria, a Zorro con Botas, e a 1600m há outra, a 1600. Os passes para os lifts estão sempre incluídos nos pacotes de hospedagem – mas os traslados ida e volta a Temuco têm que ser pagos à parte.

Para quem ainda quer curtir neve na América do Sul neste ano, em Corralco ainda há tempo de sobra para tal. E em tempo: dizem que no verão o hotel é uma excelente pedida, cheia de passeios de aventura pela reserva no menu de atividades para os hóspedes – incluindo subir até a cratera de um vulcão atrás do Lonquimay.

Mais conteúdo sobre:

NeveInvernoCorralcoChile