Bela, o boteco mais tradicional de Lisboa

Margarida Vaqueiro Lopes

17 Junho 2015 | 09h36

Já falei aqui dos Fado Tour que podem ser feitos em Lisboa para quem quer conhecer realmente essa música tão portuguesa. E já referi a Tasca Bela, um boteco bem tradicional que tem tudo a ver com a Lisboa linda de que falam os fados. Mas não falei de como ela é realmente importante na cidade.

A Tasca Bela pertence à Bela – fácil de perceber, né? – e é um boteco bem no centro de Alfama, na rua principal do bairro mais tradicional de Lisboa. Um espaço pequenininho, com pouca luz, com um cenário super intimista. Às vezes você pode sentar numa mesa só para o seu grupo, mas é possível que tenha que partilhar mesa com outras pessoas que não dispensam escutar o verdadeiro fado das ruas lisboetas.

Esse é o lugar onde eu sempre levo os meus amigos que estão turistando em Lisboa. No Verão, que está começando agora desse lado do Atlântico, passo bastantes noites da minha vida jantando umas deliciosas porções (que a gente chama de petiscos) naquelas mesas de madeira, jogando conversa fora e fazendo silêncio, quando chega a hora de escutar a música da saudade.

Tem sempre um fadista profissional e um fadista amador cantando por lá, o que é super legal porque você pode ficar com a noção exata do que é o fado, sem se prender somente a Amália Rodrigues, Marisa ou afins – aliás, aconselho vivamente a que escutem o novo disco do Camané, e que comecem a ouvir Ana Moura, Carminho ou Gisela João, os nomes mais legais do fado da atualidade. A comida, para além de caseira, é super em conta. Da última vez que estive lá, a gente jantou por 15 euros por pessoa. E isso com dois cestos de pão e uma garrafa de vinho. O preço pode subir um pouco mais mas nunca paguei mais de 20 euros  – e já fui com grupos diferentes, comendo coisas diferentes e tomando bebidas diferentes.


Sendo jornalista e tendo sido foca – jornalista em início de carreira – aí no Brasil, tem sempre um monte de amigos focas vindo para cá. Todos eles, sem excepção, se apaixonaram pela Tasca, pelos petiscos e pelo fado. A palavra vai passando e eu já recebo emails dizendo “Estou indo para Lisboa. Você tem que me levar para escutar fado naquele boteco onde levou x ou y”. E sempre que levo lá um novo amigo fico super orgulhosa por o meu país, em crise, pequeno, com tanto problema, continuar honrando as tradições e com isso encantando turistas de todo o lugar.

Fica um fado que eu amo só para se animarem numa visitinha a Portugal. Ah!, e precisa realmente reservar, que o lugar é pequeno e sempre enche nas noites de fado.

Onde é? Rua dos Remédios, 190 | Telemóvel: 926.077.511

Quanto custa? Entre 15 a 20 euros