6 tradições natalinas portuguesas

6 tradições natalinas portuguesas

Margarida Vaqueiro Lopes

05 Dezembro 2017 | 13h49

Calendário do Advento: Assim que começa o Advento, o tempo católico de preparação para o Natal, os calendários do Advento enchem as casas. Os mais tradicionais são umas embalagens de cartão com 25 chocolates escondidos atrás de umas janelinhas com números, que devem ser comidos diariamente até ao Dia de Natal 🙂 É uma espécie de calendário guloso que a gente adora ter. Versões mais elaboradas – e geralmente dirigidas para a criançada – sugerem um desafio por dia, como escolher um brinquedo para doar ou fazer uma boa ação.

Banco Alimentar: O Banco Alimentar contra a fome é uma organização de solidariedade social que existe há muitos anos em Portugal. Na época do Natal, eles fazem uma campanha gigantesca juntos dos portugueses, pedindo ajuda para as famílias mais necessitadas: basicamente estão voluntários na porta do supermercado que dão uma sacola a quem quiser fazer doações. As pessoas enchem a sacola com alimentos que querem/podem doar, seguindo preferencialmente as indicações do Banco Alimentar, que faz uma lista das maiores necessidades. No final de semana passado, o primeiro de Dezembro, os portugueses doaram mais de duas mil toneladas de alimentos. É uma boa tradição, não é mesmo?

Véspera de Natal – Jantar: Nesse dia, todo o mundo come o mesmo à hora do jantar. Bacalhau cozido acompanhado com grão de bico, couves variadas, batata e ovo cozidos. E claro, muito azeite português por cima. Ah, e essas festas por norma acontecem na casa dos pais ou dos avós: onde couber mais gente da família, porque afinal a festa é para passar com todo o mundo.


Véspera de Natal – Consoada: Tem alguns doces que não podem falhar na mesa da Consoada ou da Ceia de Natal. Depois do nascimento do Menino Jesus (ou da Missa do Galo, celebrada à meia-noite em quase todo o país), todo o mundo regressa a casa para tomar chocolate quente ou chá – aqui faz muito frio, ok, gente? – e comer filhós, sonhos, rabanadas, tronco de Natal… E claro, Bolo-Rei, que é uma espécie de Panetone mas em muito português. Antigamente, o Bolo-Rei (um bolo meio seco, com frutas cristalizadas e frutos secos) era cozido com uma fava e um brinde dentro da massa. Quem pegasse a fava pagava o bolo seguinte, e quem pegasse o brinde…bom, pegava o brinde. No entanto, as regras apertadas do controlo alimentar proibiram que a fava continuasse a ser usada nos Bolo-Rei. Os brindes ainda existem, mas só em algumas padarias, e têm que ser bem grandes para diminuir o risco de algum acidente.

Bolo-Rei

Presentes: Os presentes de Natal são abertos depois da meia-noite. Há algumas casas em que esse horário é antecipado por causa da criançada, mas há outras – é o caso da minha – onde a meninada só recebe presente no dia 25 de manhã. E sim, todo o mundo dá muitos presentes a todo o mundo.

Dia de Natal: Nesse dia, geralmente o almoço é perú, preferencialmente cozinhado no forno. Ele é acompanhado de legumes ou purê de batata e salada, e fica lindão no meio da mesa. A gente acompanha sempre com alguns dos melhores vinhos que temos em casa, ou que vamos comprar propositalmente para esse dia. O resto do dia, geralmente, é passado em casa, na lareira vendo filmes com mais de vinte anos. Há quem goste também de passear, nesse dia, mas tudo depende do clima: se pegarmos um daqueles dias de chuva intensa e muito frio, é difícil superar o programa do sofá com manta e um chá bem quente.

E aí!, de que tradições vocês mais gostam aí no Brasil? Que comida geralmente tem na mesa e qual o programa desses dias?

Mais conteúdo sobre:

Tradições natalinasPortugal