Brasileiros arrasam na caricatura em Portugal

Brasileiros arrasam na caricatura em Portugal

Margarida Vaqueiro Lopes

12 Junho 2017 | 07h23

Os brasileiros Luiz Carlos Fernandes e Eduardo Baptistão arrecadaram o primeiro e segundo prémio na categoria de ‘Caricatura’ na 12.ª edição do World Press Cartoon, que aconteceu esse sábado (10) na cidade de Caldas da Rainha, em Portugal. A obra vencedora foi a caricatura Fidel Castro, que foi publicada na revista Veja, enquanto o Bod Dylan que ficou em segundo lugar foi emplacado no Diário do Grande ABC. As obras estarão em exposição no Centro Culturas das Caldas da Rainha até ao próximo dia 10 de Agosto. Assim, se estiver pela terrinha, por favor não deixe de ir.


A caricatura vencedora, que retrata Fidel Castro, publicada originalmente na Veja. [imagem da organização]

O segundo lugar foi ganho pela caricatura de Bob Dylan. [imagem da organização]

 

O grande prémio desse evento foi para o autor iraniano Alireza Pakdel, com um cartoon chamado Imigrantes, um assunto que tem estado no topo da agenda midiática e política em todo o mundo.

Todos os desenhos expostos foram selecionados por um júri internacional, que escolheu entre trabalhos vindos de todos os continentes, segundo informação da assessoria do evento, que tem entrada livre. Estão representados 51 países e 168 jornais e revistas de todo o mundo.

A cidade das Caldas da Rainha é bastante conhecida por ter sido o berço de Rafael Bordalo Pinheiro, artista que nasceu no final do século XIX. Jornalista, pintor, desenhador, ceramista, decorador, caricaturista, Bordalo Pinheiro é bastante conhecido por ter criado o Zé Povinho, personagem popular que se tornou um símbolo do povo português e que ainda hoje arranca risadas de todo o mundo, nacionais e estrangeiros.

A memória de Bordalo Pinheiro ainda está super presente na cultura nacional, e a realização desse evento nas Caldas da Rainha se reveste de particular importância precisamente por fazer essa homenagem à liberdade de expressão e criação.

Se decidir visitar a exposição de manhã, aproveite depois para passear no incrível mercado de rua da cidade, bem perto do Centro Cultural, e para comprar frutas e legumes diretamente aos produtores locais, num dos mais antigos e reconhecidos mercados do país.

Couve-flor e ‘Beijinhos’ das Caldas da Rainha, no mercado – minha filha já é frequentadora assídua!

Tem mais samba no no Facebook e no Instagram do blogue