Dois portugueses fazendo diferença no Nepal

Margarida Vaqueiro Lopes

04 Maio 2015 | 09h34

O Lourenço e o Pedro estavam de férias em Katmandu quando o sismo da semana passada os fez correr em busca de proteção. Primeiro se refugiaram no hotel, depois foram para as ruas, rezando para que a terra parasse de tremer. Os dois amigos, portugueses em férias pela Ásia, estão fazendo a diferença no Nepal, onde decidiram ficar para ajudar as pessoas que ficaram sem coisa alguma.

Ainda marcaram um voo para Deli, porque a Índia era o país que se seguia na lista deles. Mas aí perceberam que não tinha como continuar a ver paisagem e templos quando tinha um monte de gente morrendo no Nepal.

Os caras agarraram no dinheiro que tinham e começaram a comprar todos os mantimentos que conseguiram para distribuir pelos nepaleses. Depois, começaram a pedir ajuda via Facebook  (como diria uma amiga minha, qualquer pessoa que diga mal da globalização vai apanhar) e já conseguiram juntar milhares de euros que estão usando para comprar alimentos que depois distribuem por quem precisa.

Eu troquei umas mensagens com os dois, via Facebook, e eles só conseguem dizer que estão exaustos. Todos os dias enchem as páginas de fotografias junto das pessoas que estão ajudando e das organizações que estão no terreno. Vão fazendo listas do que distribuem e publicam para todo o mundo ver, porque, como eles dizem, nem sabem “se é legal pedir transferências de dinheiro sem poderem passar nota fiscal”. Mas querem que as pessoas saibam que não estou usando o dinheiro para comprar “bolsas Louis Vuitton”.


O Lourenço e o Pedro, dois caras portugueses de cerca de 30 anos que estavam viajando pela Ásia, trocaram o regresso a casa, ao descanso e à vida de sempre por dias dormindo na rua – agora já têm um hotel que a embaixada de Espanha arrumou – e ajudando quem perdeu tudo.

Distribuíram milhares de quilos de arroz, de água engarrafada, de queijo, de biscoito…Estão fazendo a diferença e pedem a ajuda de todo o mundo (podem ir acompanhando o dia-a-dia desses portugueses incríveis nessa página: https://www.facebook.com/pedro.queiros.9461?fref=ts) para conseguir dar ainda mais.

Nós, em Portugal, estamos ajudando como podemos. Não só com dinheiro, mas também com a divulgação da referência bancária para onde todo o mundo pode e deve ajudar a fazer a diferença. Se estiver interessado, é olhar aí em baixo e ver as referências bancárias do Pedro Queirós. Antes, passe pela página dele para ver como eles estão usando a grana. Cada real vale tanto lá longe no Nepal!

Como fazer? É usar esses códigos:

A conta é do Pedro Queirós. O  banco é o Millennium BCP. Agência de Santa Marta.

IBAN: PT50003300000098021915378

Swift code : BCOMPTPL