Portugal ao centro

Portugal ao centro

Margarida Vaqueiro Lopes

20 Novembro 2017 | 10h10

Nas férias desse verão, a gente decidiu esquecer o sul de Portugal e rumar ao centro. Fomos para a região de Pedrogão, fortemente atacada pelos incêndios em Junho, por duas razões: a gente queria mostrar que não era por ter ardido que a região não tinha importância, e queríamos ajudar ao turismo, uma vez que muita gente – muita gente mesmo – desistiu das reservas devido aos fogos.

Ficámos hospedados num hotel bem legal em Pedrogão Pequeno – o único que existe lá e incrível para quem leva crianças como nós –, mas não gostamos particularmente de comer em hotel. A menos que não haja alternativa. Assim, todo o dia, no final dos nossos passeios pelas serras ou pelas margens do rio Zêzere, escolhíamos um lugar para jantar. E houve um restaurante que se tornou, praticamente, a nossa sala: a Taberna do Ferrador, em Pedrogão Grande. Claro que não tirei UMA foto das refeições, mas deixo aqui a ligação para você poder ter toda a informação!

Hotel da Montanha – Pedrogão Pequeno

Bem no centro da vila, tem estacionamento perto e, apesar de ser melhor fazer uma reserva porque o espaço é bem pequeno, se chegar cedo talvez consiga uma mesa. A comida é bem portuguesa e tradicional – nada de incrível, mas às vezes é isso mesmo que a gente precisa, certo? Tem filé grelhado, tem carne no espeto, alheira frita (especialidade total nesse país), tem carne de touro, de porco preto e até carne de cabra, bem típica da região. Lá você também encontra salmão, dourada ou robalo, peixes bem usuais nas nossas cozinhas. E claro, bacalhau.


O atendimento é bem simpático – tal como o preço – o que faz da Taberna do Ferrador um lugar onde a gente sempre quer voltar. Se fosse mais perto de onde vivo, desconfio de que esse seria um restaurante onde iria regularmente.

Ponte romana sobre o rio Zêzere

Quando planear suas próximas férias em Portugal, pense seriamente em deixar Lisboa por uns dias e rumar a regiões mais desconhecidas, mas algumas bem mais bonitas, se gostar de natureza. Uma dica para a viagem do próximo verão (europeu): se é fã de aventura, experimente ficar no Parque de Campismo de Pedrogão Grande – a cerca de 200 km  de Lisboa. Fica bem no centro de um vale, junto à Barragem (Hidrelétrica) do Cabril, e tem uma piscina que fez as nossas delícias nos dias mais quentes!

Barragem do Cabril

Além de ter um bar e um mercadinho onde você pode se abastecer, tem também wi-fi e espaços muito legais para churrascos. Essa é um opção bem econômica e diferente: um bungalow para duas pessoas fica a 30 euros por dia.

Pense sobre o assunto, dê uma pesquisada no Google e veja se não merece a visita? 🙂

Continue Sambando no Facebook e no Instagram do blogue.