PS diz que Portugal vai sair da austeridade

Margarida Vaqueiro Lopes

21 Abril 2015 | 11h04

Acabar com a austeridade, reduzir o deficit, reduzir a dívida e reduzir a taxa sobre o trabalho. O Partido Socialista, principal da oposição, apresentou essa terça-feira o programa econômico com que vai concorrer às legislativas. Se tudo der certo nessa proposta, Portugal vai decolar entre os países europeus.

O partido liderado por António Costa ainda precisa explicar algumas contas, mas está confiante de que conseguirá devolver o nível de salários aos portugueses, sem problemas na receita e abaixando os impostos. Será? O grupo de economistas que fez o estudo para o PS acredita que sim. Basicamente a ideia é repor os cortes nas pensões, terminar com os impostos extraordinárias, reduzir o IVA, e o custo do trabalho. E com tudo isso conseguir crescimento da economia, reduzindo o deficit – embora o PS não diga em quanto.

Isso significaria voltar a ter a mesma vida que antes da entrada da troika internacional no país – embora haja quem brinque dizendo que se Portugal está pronto para enfrentar essas políticas económicas, isso significa dar razão ao atual governo: a austeridade resultou e as contas estão saudáveis.

Ainda falta quantificar quanto se perderá em receitas com esse abaixamento de impostos, e como se conseguirá compensar o sistema de Seguridade Social da redução de contribuição, por exemplo. E vamos ver o que a Europa acha disso.


Mas já dá para a gente entender uma coisa: essa campanha legislativa vai ser divertida, intensa e renhida.