Sabe o que é a ‘Revista à Portuguesa’?

Margarida Vaqueiro Lopes

28 Outubro 2014 | 11h18

Não? Então, na verdade ela é aquilo a que aí no Brasil vocês chamam apenas de ‘Revista’. Esse gênero de teatro morreria, desse lado do Altântico, por volta dos anos 1950, mas se você fizer uma pesquisa ainda encontra referências aos trabalhos de Walter Pinto e Carlos Machado, que lançaram a carreira de personalidades como Carmem Miranda, Sarita Santiel, Sonia Mamede ou Assis Valente, Noel Rosa…


Mas hoje eu quero falar para você da Revista Portuguesa, um gênero de teatro marcadamente popular, que assenta em música, movimento, cor, crítica social e política e muita risada, continua a encher salas de espetáculos aqui em Portugal.bom, na verdade, enche apenas a única sala que ainda recebe esse tipo de peça: o Teatro Politeama. Nessas peças os atores se vestem com muito brilhante, muita pluma e de preferência com sapato de verniz. É o encenador Filipe La Féria, super conhecido até internacionalmente, quem atualmente trabalha esse tipo de teatro.

Quando Portugal vivia em ditadura, essa foi uma das formas encontradas para fazer passar mensagens contra o regime sem que a censura impedisse a sua divulgação. Embora hoje seja um gênero menos popular, a verdade é que vale a pena ver um show desses pelos bons atores, pelos figurinos e pela crítica. E claro, para você aproveitar e conhecer o Teatro Politeama, que fica bem no centro da cidade, ali perto dos Restauradores.

1.jpeg

Fotografia retirada da Internet

 

Ontem, enquanto sambava um pouco pela Baixa de Lisboa, dei conta de que vai estear uma nova ‘Revista à Portuguesa’ bem no final dessa semana. O nome é “Portugal à gargalhada” e o núcleo de atores é dos mais experientes e reconhecidos neste gênero.

Se eu fosse você, reservada já um ingresso. É certo que poderá perder algumas piadas, que serão bem dirigidas à sociedade portuguesa. Mas você ficará maravilhado com o ‘glamour’ que vai passar naquele palco. E talvez reveja os portugueses nos clichés que inevitavelmente são usados nesse tipo de encenação.

Quanto custa? Os preços variam entre os 10 e os 30 euros. Super justo! Pode comprar os ingressos aqui