“Mande as fotos da casa no grupo”, ou, Você viajaria para um lugar que nunca viu?

“Mande as fotos da casa no grupo”, ou, Você viajaria para um lugar que nunca viu?

Daniel Ribeiro

16 Janeiro 2017 | 13h09

No ano novo conseguimos alugar uma casa na beira de um rio perto da praia no litoral norte de São Paulo. Precisávamos de alguns amigos para viabilizar a viagem. Uns falaram com outros e pronto, sete pessoas estavam prontas para partir. Ou quase isso. Montou-se um grupo de whatsapp para discutir os detalhes e começaram as mensagens: “Mande fotos da casa”. Um de nós conhecia a casa e os outros não, por isso queriam as imagens.

A nossa varanda do ano novo. No fim das contas, a casa era melhor que o esperado!

A nossa varanda do ano novo. No fim das contas, a casa era melhor que o esperado!

Foi um bombardeio de mensagens deste tipo e sempre que alguém falava algum assunto particular com o responsável pela casa, em seguida vinha um “Mande as fotos da casa no grupo. Ninguém sossegou até que vissem as tais fotos. A casa era linda e a viagem foi um sucesso.

Para mim ficou a reflexão: O quanto estamos dispostos a se arriscar no desconhecido? Será que viajaríamos para lugares que nunca vimos por fotos? Ou dos quais nunca ouvimos falar?


Os sonhos de viagem nascem de alguma informação, seja um relato, uma fotografia ou uma música, do lugar que passamos a desejar conhecer. Em tempos de google, será que alguém vai para um lugar sem verificar três páginas de resultado de imagens?

Os quartos tinham vista para o rio.

Os quartos tinham vista para o rio.

Uma das etapas cruciais do planejamento de uma viagem é ver fotos, buscar informações e relatos de outras pessoas que já passaram por lá.  Esta etapa pode mudar os planos. Tirar uma cidade do roteiro e incluir outra. Ou mesmo mudar completamente o trajeto pensado inicialmente.

Penso em como nos afetamos pelos relatos e pelas imagens selecionadas pelos outros. Eu, quando escrevo sobre um lugar que gosto e quero recomendar, escolho as melhores imagens, conto as melhores experiências. Como jornalista, alerto o meu leitor dos perrengues que o destino oferece,mas evidencio a melhor parte da minha experiência.

Barra do Una - Litoral norte de São Paulo.

Barra do Una – Litoral norte de São Paulo.

Eu tenho um desejo sem muitas razões aparentes de conhecer a Ilha da Reunião, um departamento ultramarino da França na África. Mas já busquei tantas imagens e li tanto sobre minha pequena ilha, que a viagem já se tornou mais uma vontade de confirmar minhas expectativas do que disposição para me surpreender. E será que isso vale a pena? Se eu me frustrar com toda essa expectativa será muito pior que apenas ir de coração aberto.

Mais conteúdo sobre:

PraiaLitoral Norte SP