Nudez nos museus ao redor do mundo

Nudez nos museus ao redor do mundo

Daniel Ribeiro

03 Outubro 2017 | 00h13

A obra do coletivo Guerrilla Girls questiona “As mulheres tem que estar nuas para entrar no museu Met? Menos de 5% dos artistas na seção de Arte Moderna são mulheres, mas 85% dos nus são femininos”. Imagem: Divulgação/ Tate Modern


Viajar para cidades é quase sinônimo de ir a museus. Os destinos urbanos mais conhecidos, Nova York, Madri, Londres e Paris por exemplo, abrigam alguns dos listados entre os melhores do mundo. Mesmo aqueles destinos considerados “exóticos” levam museus nas listas de pontos turísticos obrigatórios. A Monalisa, de Leonardo da Vinci, é a pintura mais visitada do mundo, mesmo todos sabendo que ela é pequena, a sala é lotada e ela não estará sorrindo de mostrar os dentes para você.

Apesar da falta de novidade, todo mundo vai ver a moça. No mesmo Louvre, em Paris, onde ela está, está a Vênus de Milo, com os seios à mostra, provavelmente esculpida no século II antes de Cristo.  O quadro de  Gabrielle d’ Estrées e Uma de Suas Irmãs, retrata uma das amantes de um rei francês e sua irmã segurando seu mamilo.  Os Escravo Morrendo e Escravo Rebelde, de Michelangelo, estão lá também com seus bumbuns e pênis à mostra. O pênis do Hermafrodita Dormindo, que Gian Lorenzo Bernini esculpiu em 1620 também pode ser visto no grande museu. Perto dali, no Museu d’Orsay, A Origem do Mundo, de Gustave Courbet, retrata uma vagina em óleo sobre tela.

David de Michelangelo. Imagem: Reprodução/ ItalianRenaissance.org

Já David, também de Michelangelo, fica na Academia de Belas Artes, em Florença. A estátua do herói bíblico tem impressionantes 5,17 metros de altura e um pênis proporcional ali, bem no meio das pernas. Na Capela Sistina, o artista pintou o afresco A criação de Adão no teto. Adão está nu, com o pênis exposto.

Em Londres, a Tate Modern, museu britânico de arte moderna que se tornou referência mundial, exibe a Mulher Nua com Colar, de Pablo Picasso. A obra do coletivo Guerrilla Girls questiona “As mulheres tem que estar nuas para entrar no museu Met? Menos de 5% dos artistas na seção de Arte Moderna são mulheres, mas 85% dos nus são femininos”.  Em 2016, a mostra  Performing for the Camera mostrava na primeira sessão fotos de Harry Shunk e János Kender dirigindo uma série de modelos nus cobrindo seus corpos e tinta azul e os pressionando contra telas em frente a uma plateia.

Em Nova York, o MoMa já exibia em 1986 a mostra NAKED/NUDE com obras de Salvador Da1i, Otto Dix, Jean Dubuffet, Paul Gauguin, Natalia Goncharova, Paul Klee, Yasuo Kuniyoshi, Henri Matisse, Edvard Munch, Pablo Picasso e Oscar Schlemmer.  Atualmente o museu possui em seu catálogo a obra Family Romance, de Charles Ray, um escultura de uma família nuclear tradicional americana – pai, mãe e casal de filhos – todos nus.

Family Romance, de Charles Ray, em exibição no MoMa, em Nova York. Imagem: Divulgação/ MoMa.

O museu brasileiro Instituto Inhotim foi classificado pelo Trip Advisor entre os melhores do mundo. Uma das galerias do instituto é a do artista Miguel Rio Branco com seus belíssimos e sensíveis retratos que dialogam com a nudez e o erotismo. Algumas obras do artista ficaram expostas no MASP até este último fim de semana.

Os museus do mundo todo estão repletos de nudez. Pinturas, esculturas e performances estão entre as modalidades que apresentam o nu como arte. Mas engana-se quem pensa que a vontade de tirar a roupa para fazer arte restringe-se aos artistas. Em abril de 2016, o artista australiano Stuart Ringholt conduziu diversos grupos de turistas que se inscreveram para visitar o Museu de Arte Contemporânea, em Sydney, sem roupas. Os grupos de 50 pessoas foram todos lotados.

Visitantes no Museu de Arte Contemporânea, em Sydney. Imagem: Christo Crocker. Divulgação/ National Gallery of Australia.

Em 2013, o Museu Leopold, em Viena, recebeu a mostra Homens Nus de 1800 até Hoje e os visitantes puderam apreciar as obras pelados. O mesmo museu já tinha realizado algo semelhante em 2005 na exposição A Verdade Nua: Klimt, Schiele, Kokoschka e Outros Escândalos.

A nudez está nos museus do mundo todo.  Aos que se ofendem, vale lembrar do conselho de viagem do escritor brasileiro Paulo Coelho: “Evite os museus. O conselho pode parecer absurdo, mas vamos refletir um pouco juntos: se você está numa cidade estrangeira, não é muito mais interessante ir a busca do presente que do passado?”.

Se o meu conselho interessar, aqui vai ele: Vá aos museus. Inclusive para compreender o presente.

 

 

Se quiser mais conselhos como este, me segue no instagram: @aqueledaniel