Alemanha, Praga e Paris em 20 dias
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Alemanha, Praga e Paris em 20 dias

Felipe Mortara

31 Dezembro 2013 | 02h40

Torres góticas e construções centenárias pontuam o horizonte da lindíssima Praga. Foto: Juliana Sayuri/Estadão

*RICARDO FREIRE

Vou viajar por 20 dias em abril. Ficarei baseada em Nuremberg, na Baviera. Gostaria de dar um pulo em Praga, ir a alguma cidade da Áustria e rever Paris. Como faço? (Adriana, Araras, SP).
Sempre que você queira fazer uma viagem pingada pela Europa (mesmo que ficando boa parte do tempo numa mesma base), o mais recomendável é comprar passagem com chegada por um ponto e volta por outro.

No seu caso, o melhor será comprar a ida Brasil–Munique, com volta Paris–Brasil. Qualquer companhia aérea que voe para a Europa realiza esse itinerário, ainda que com conexão. Assim você não precisa comprar uma passagem avulsa ao lugar onde desembarcou só para pegar o voo de volta ao Brasil.


Nuremberg (Nürnberg, em alemão) é a segunda cidade da Baviera, e tem tamanho perfeito: não é nem uma metrópole, nem um vilarejo que morre à noite. O centro histórico foi bombardeado durante a Segunda Guerra Mundial, mas muitos edifícios importantes foram restaurados ou reconstruídos. O passado sórdido da cidade, que era o centro de comícios nazistas, é lembrado em memoriais que devem ser visitados. O Nürnberg Card custa A 21 e dá direito a usar o transporte público e a visitar 49 museus em Nuremberg e nas vizinhas Fürth, Erlangen e Schwabach.

O passe ferroviário Bayern Ticket custa 23 euros e vale por um dia de viagens ilimitadas dentro da Baviera a partir das 9 horas, em trens regionais (cada acompanhante paga apenas 4 euros a mais). A proximidade de Munique – a apenas uma hora de trem – permite visitas frequentes à capital da Baviera. Nuremberg também está bem localizada para passeios às “cidadezicas” da Rota Romântica, como Rothenburg ob der Tauber (1h15 de trem) e Dinkelsbühl (1h35). Não deixe de fazer o bate-volta a Bamberg (45 min), cidade universitária que é contemporânea de Nuremberg, mas não foi bombardeada na guerra.

Na Áustria, Salzburgo está a 3 horas de trem, com baldeação em Munique. É um passeio que eu só consideraria se pudesse pernoitar na cidade (caso fique pelo menos duas noites, considere estender a viagem a Hallstatt, lindíssimo vilarejo à beira de um lago rodeado por montanhas, que fica a 2 horas de trem).

A ligação entre Nuremberg e Praga é feita de ônibus; a viagem leva 3h40.
Para mim, o esquema mais redondo é aproveitar a sua base em Nuremberg para os passeios mais próximos, então ir de ônibus a Praga e de lá voar a Paris – de onde, alguns dias depois, você volta ao Brasil.