Até o topo da montanha, com aquecimento e Wi-Fi
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Até o topo da montanha, com aquecimento e Wi-Fi

Bruna Tiussu

31 Janeiro 2013 | 17h07

Bruna Tiussu

Confesso que ontem, depois que desci a montanha de Vail a uma temperatura ambiente de -12 graus, achei que não voltaria mais a sentir meu nariz, os dedos das mãos, dos pés… Então, imagine o alívio quando entrei na gôndola 1 (sim, lá ia eu para mais uma descida congelante!) e, de repente, senti um calor subindo pelas pernas e costas. Não é que a mais nova sensação de Vail tem cabines com assentos aquecidos?

Inaugurada para esta temporada de inverno, a gôndola também foi o grande presente de Vail em seus 50 anos recém-celebrados, em 15 de dezembro. Moradores e visitantes, claro, agradecem o investimento.


 

 

 Fotos: Bruna Tiussu/Estadão

Além do aquecimento mais que bem-vindo, as cabines têm Wi-Fi super potente, sem senha, facinho de conectar e super útil para postar uma foto da vista no Instagram durante a viagem até lá em cima. Também, para completar a admiração da panorâmica, a estrutura é toda envidraçada, do chão ao teto.

Quando cheguei lá em cima e a neve e vento cortante eram implacáveis, mais um alívio. É ali, na saída da gôndola 1, que está um dos mais recentes restaurantes da montanha de Vail, o The 10th. Inaugurado no fim de 2011, é mais arrumadinho que os costumeiros self-services de montanha, com menu a la carte e um serviço impecável.

Mas, ok. Recuperados os movimentos das mãos e pés e o fôlego, era hora de partir. A montanha com neve fresquinha chamava ali fora. E o frio, ahhh, mais uma semana aqui quem sabe me acostumo com ele.