Calor 40 graus
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Calor 40 graus

Bruna Tiussu

08 Julho 2010 | 15h31

Eles têm apenas três meses de calor – e esperam ansiosamente a chegada do verão para se verem livres dos sobretudos e cachecóis. Mas o calor deste ano veio forte, batendo recordes. E está fazendo com que moradores e turistas do hemisfério norte disputem qualquer ponto que proporcione uma sensação refrescante.

Dias ensolarados inesquecíveis têm marcado o início de julho em Nova York. Na terça-feira, os termômetros marcaram 103 graus Fahrenheit (39,4º Celsius) no Central Park, às 15:10 horas, quebrando o recorde de 1999, de 101 graus Fahrenheit.

Hidrantes se transformam em fonte refrescante. Foto: Shannon Stapleton/Reuters

Hidrantes se transformam em fonte refrescante. Foto: Shannon Stapleton/Reuters

Em Washington D.C. o mês de junho já ficou marcado na história como um dos mais quentes e secos que se têm notícia. E aí começou julho, com as mesmas características.


Na terça-feira, calor de 102 graus fahrenheit em Washington. Foto: Hyungwon Kang/Reuters

Na terça-feira, calor de 102 graus Fahrenheit em Washington. Foto: Hyungwon Kang/Reuters

A fonte do Museu do Louvre ou qualquer outra espalhadas pelos parques de Paris. Qualquer ponto de água da capital francesa vale para espantar o calorão dessa semana – que chegou aos 40º Celsius ontem.

REUTERS_Gonzalo Fuentes Louvre_

Buscando algum alívio nas águas em frente ao Museu do Louvre. Foto: Gonzalo Fuentes/Reuters

Há quem prefira simplesmente se estirar em uma cadeira de sol. Foto: Philipe Wojazer/Reuters

Há quem prefira simplesmente se estirar em uma cadeira de sol. Foto: Philipe Wojazer/Reuters

Até mesmo os termômetros chineses estão marcando números pra lá de altos. No norte do país, principalmente, o calor tem sido exagerado, com média regional de 38º Celsius na terça-feira. Em Pequim, a temperatura chegou aos 40º Celsius – e a população espera ansiosamente a chuva que está prevista para cair amanhã na capital.

Em Pequim, suor e sensação térmica lá em cima. Foto: Bobby Yip/Reuters

Em Pequim, suor e sensação térmica lá em cima. Foto: Bobby Yip/Reuters

Para amenizar o calor, só mesmo caindo na água. Foto: Bobby Yip/Reuters

Para amenizar o calor, só mesmo caindo na água. Foto: Bobby Yip/Reuters