Cary Grant e Debora Kerr, versão século 21
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Cary Grant e Debora Kerr, versão século 21

Adriana Moreira

31 Agosto 2011 | 17h49

Adriana Moreira

O ponto alto do clássico Tarde Demais para Esquecer (1957) se dá quando Nickie Ferrante (Cary Grant) e Terry McKay (Debora Kerr)  marcam um encontro no alto do Empire State Building. Ela, contudo, não consegue comparecer, deixando o amado ressentido e desapontado. Como seria se o casal tivesse combinado esse encontro em 2011? Pensamos em algumas possibilidades divertidas, abaixo. E você, tem alguma sugestão?

Nickie Ferrante chega ao Empire State Building, compra o ingresso, vê o tamanho da fila para subir ao observatório e desiste. Manda um SMS para Terry dizendo que a espera no Starbucks da Rua 34.


Para evitar filas, Ferrante entra no site  do Empire State Building (esbnyc.com) e compra o passe expresso (US$ 41,33), com o qual é possível ir direto ao elevador para o observatório do 86.º andar. Ela também faz a compra pela internet, mas adquire a entrada simples (US$ 20,21), acreditando que o mais importante é se livrar da fila da bilheteria. O que Terry não sabe é que todos compram o ingresso antecipado e não há fila na bilheteria – mas a do elevador pode demorar mais de 1 hora. Depois de esperar e esperar, Nickie se convence de que Terry não virá e decide partir, enquanto ela ainda aguarda na fila do elevador.

Nickie Ferrante e Terry McKay combinam que, quem chegasse primeiro ao observatório do 86º andar, telefonaria para o outro. Nickie chega primeiro mas, como não há sinal de celular no alto do edifício, não consegue ligar para Terry. Ela, por sua vez, imagina que o amado não compareceu ao encontro e não chega nem a subir.

– Nickie Ferrante e Terry McKay sobem ao alto do edifício, mas há uma multidão no observatório. Se acotovelando entre uma profusão de câmeras fotográficas, pais com crianças sobre os ombros e pessoas tentando um lugar à beira do parapeito, eles caminham por todo o andar, sem conseguir se encontrar. Nickie tenta subir na plataforma elevada (que dá acesso à parte interna) para tentar localizar a amada de uma perspectiva mais alta, mas é impedido pelo guarda, que exige: “Keep moving”. Terry, que já fora repreendida pelo mesmo vigilante, tenta esperar por Nickie encostada na parede. Mas outro segurança avisa que ali também não é permitido ficar parada. Ambos desistem e, finalmente, se encontram na fila do elevador, para descer.

– Nickie e Terry ficam mais de 1 hora na fila, chegam ao 82º andar, desistem de pegar a fila do elevador para o 86º e sobem os quatro andares restantes de escada. Chegam esbaforidos, suados e cansados ao observatório. Mas se esquecem de todas as agruras e perrengues quando seus olhos se encontram. Atravessam a profusão de câmeras fotográficas, se esquivam dos pais com crianças nos ombros, escapam das cotoveladas da multidão ávida por um lugar no parapeito e trocam um beijo apaixonado, tendo como cenário de fundo o skyline nova-iorquino.

                                                             THE END