De moto até (quase) o topo da Table Mountain, uma aventura que vale o show
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

De moto até (quase) o topo da Table Mountain, uma aventura que vale o show

Gabriel Pinheiro

08 Maio 2014 | 14h45

Gabriel Pinheiro / CIDADE DO CABO

Foi no alto da Table Mountain, a 1.067 metros de altura, que Fernando Pessoa encontrou inspiração para alguns de seus poemas. E é fácil entender o encanto da Nova Maravilha do Mundo que rasga o céu da Cidade do Cabo, na África do Sul. A vista dispensa comentários: qualquer foto vale mais que mil palavras. Mas, para chegar ao bondinho que leva os turistas até o topo, em vez de carro, que tal ir de moto? Foi este o desafio que topei, e a subida de quase 10 minutos tornou-se uma experiência tão interessante quanto a cereja do bolo.

Quem leva você na garupa ou no sidecar – aquele carrinho que vai ao lado da moto – são senhores que parecem ter saído diretamente do filme Easy Rider (no Brasil, Sem Destino). Se você não estiver levando uma jaqueta de couro (necessário para aguentar o vento lá em cima), eles tiram uma do baú na hora. A bandana – ou lenço para pescoço – é brinde. Então, toca para cima. Entre carros e vans, a sensação de subir aquilo tudo a bordo de uma moto é algo único. À sua esquerda, a Cidade do Cabo diminui enquanto as nuvens chegam mais perto. O vento bate no rosto… E como não cantar o clássico Born To Be Wild? Vá lá, permita-se o clichê e aproveite a viagem.


Depois de descer, ainda dá tempo de dar uma volta pela cidade. Eles esperam. O serviço é contratado por hora: 2, 4 ou 8. Se você gostou da experiência, pode passar um dia inteiro na garupa dos rapazes, conhecendo outros pontos turísticos. O roteiro mais barato, de  2 horas, custa cerca de R$ 304. O preço inclui duas pessoas por moto, uma na garupa e outra no carrinho. Para reservar, acesse o site: http://www.sidecars.co.za.

Deu vontade? Registramos um pedacinho. Confira o vídeo abaixo:

Mais conteúdo sobre:

Cidade do Cabo