Egito reabre Esfinge e Miquerinos ao público
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Egito reabre Esfinge e Miquerinos ao público

Monumentos serão reabertos oficialmente no domingo (9); cerimônia marcará a reintrodução deles no circuito turístico local

Fabio Vendrame

07 Novembro 2014 | 19h46

Criança posa na frente da Esfinge e das Grandes Pirâmides de Gizé – Foto: Jamal Saidi/Reuters

Os trabalhos de restauração da famosa Esfinge de Gizé e da Pirâmide de Miquerinos foram concluídos nesta semana, informou no Cairo o ministro de Antiguidades do Egito, Mamduh al Damati.

Fechados para manutenção desde agosto, os dois monumentos serão reabertos oficialmente no domingo (9), em uma cerimônia que terá a presença do primeiro-ministro do país, Ibrahim Mehleb, e marcará a reintrodução deles no circuito turístico local.

Objeto de culto e veneração na Antiguidade, o monumento com corpo de leão e face humana recebeu um tratamento rejuvenescedor, segundo os especialistas encarregados dos trabalhos de restauração.


Ameaçada pelo surgimento de rachaduras e pequenas fissuras causadas por erosão, sua base foi reparada. Áreas do pescoço e do peito, as mais frágeis desse ícone de mais de 4 mil anos, também foram reforçadas. A última restauração da Esfinge havia sido feita em 2010.

Miquerinos, a menor das três grandes pirâmides de Gizé, recebeu um tratamento para reduzir a salinidade em seu interior, a instalação de um novo sistema de iluminação e de ventilação nos corredores e recintos. Assim como a Esfinge, também já está pronta para receber de volta os turistas, ao lado de seus pares Quéops e Quéfren.

O Egito tem investido para retomar o fluxo de turistas que foi drasticamente reduzido nos últimos anos em decorrência do processo de instabilidade política e social em que o país mergulho.

O custo do bilhete de entrada para a área onde estão a Esfinge e as Grandes Pirâmides de Gizé custa atualmente 50 libras egípcias (menos de R$ 20). Mais informações no site oficial. / EFE