Natureza em forma de poesia no Cariri paraibano
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Natureza em forma de poesia no Cariri paraibano

Adriana Moreira

13 Dezembro 2010 | 21h41

Apenas 220 quilômetros separam a brisa litorânea de João Pessoa da aridez de Cabaceiras, no Cariri paraibano. A cidade tem o menor índice pluviométrico do Brasil e paisagens incríveis, como o Lajedo do Pai Mateus, principal atração turística da região. Mas o caminho até lá reserva cenários igualmente surpreendentes. Conheça um pouco mais sobre esse lugar peculiar pelas imagens do fotógrafo Paulo Vitor:

Pedra do Ingá, primeira parada entre João Pessoa e Cabaceias


Detalhe de itaquatiaras, inscrições em baixo relevo, encontradas na Pedra do Ingá

Depois da Pedra do Ingá, a parada seguinte é nas formações peculiares do Lajedo do Bravo

É possível encontrar inscrições por todo Lajedo do Bravo. Em muitos pontos, eram realizados rituais

Os matacões, pedras arredondadas, formam grutas pelo Lajedo do Bravo

Vegetação típica do Cariri, no Lajedo do Bravo

Depois do almoço, já em Cabaceiras, o melhor é esperar o sol abaixar um pouco mais antes de subir o Lajedo do Pai Mateus

Conforme o sol se põe, o Lajedo do Pai Mateus ganha uma coloração alaranjada

Para assistir ao pôr do sol no Lajedo do Pai Mateus, encontre um lugar em silêncio. E aprecie o espetáculo