O papa é pop – e o Vaticano também
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

O papa é pop – e o Vaticano também

Adriana Moreira

13 Fevereiro 2013 | 18h37

Adriana Moreira

Bento 16 anunciou que vai deixar o comando da Igreja em 28 de fevereiro. E o que isso representa para os turistas? Bem, ao menos por enquanto, nada de excepcional. O número de turistas deve aumentar nas próximas semanas – hoje (13), por exemplo, quando foi realizada a última missa pública de Bento 16, uma multidão formou fila na tentativa de entrar na Basílica de San Pedro. A estimativa era de que pelo menos 75 mil pessoas passassem pelo Vaticano – normalmente, são cerca de 20 mil turistas por dia.

Fila para a última missa pública de Bento 16 hoje (13). Foto AP

Uma multidão que forma filas intermináveis para visitar joias da arte sacra como a Capela Sistina. Para diminuir o desconforto das lotações, há alguns pequenos truques. Confira algumas sugestões:


1. Comprar o ingresso pela internet. O básico para evitar a fila na bilheteria. Os bilhetes têm horário marcado – o ideal é chegar um pouco antes. Vai ter fila para entrar, mas ao menos você pula uma etapa do processo. O ingresso custa 16 euros. Compre aqui.

2. Quase VIP. Há muitas empresas que oferecem tours personalizados pelo Vaticano. A Italy With Us é uma delas. Este programa, na minha opinião, tem um ótimo custo-benefício. Por 85 euros, você entra na Capela Sistina, na Basílica de São Pedro e nos Museus do Vaticano antes de os portões serem abertos ao grande público.

3. SuperVIP. Se dinheiro não for problema, você cruza os portões do Vaticano em um tour exclusivo. Os grupos têm em média 20 pessoas – e você pode admirar com calma os afrescos de Michelangelo e algumas galerias dos Museus do Vaticano.  O preço é salgado: 350 euros. Mas você vai poder até fotografar a Capela Sistina (sem flash, claro),  que não é permitido no dia a dia. (Aqui, você lê a reportagem sobre a visita VIP noturna à Capela Sistina)

Viajar está fora do seu orçamento no momento? Dá para ter ao menos um gostinho das belezas renascentistas graças a tours virtuais. Aqui você faz um trajeto 3D pela Capela Sistina – com direito a dar zoom nos afrescos de Michelangelo. Também dá para ver os detalhes de várias áreas da Basílica de São Pedro neste link. E planejar com calma as próximas férias.