Porque nós somos turistas 2
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Porque nós somos turistas 2

Bruna Tiussu

24 Dezembro 2009 | 18h42

Se em Paris eu encarei (e gostei muito, vale repetir) o passeio de barco pelo Sena, em Londres não tive dúvidas em dar uma volta na London Eye (R$ 49,60). A roda-gigante tem 135 metros e é a quarta estrutura mais alta da cidade – informação suficiente para começar a imaginar como é a vista que se tem lá de cima.

Ela é o ponto turístico mais visitado do país. Foto Bruna Tiussu/AE

Ela é o ponto turístico mais visitado do país. Foto Bruna Tiussu/AE


Os 32 bondinhos representam cada bairro londrino. E não param nunca. Você entra em um deles assim mesmo, em movimento, e se prepara para curtir 30 minutos de vista panorâmica.

Dizem que você consegue avistar até 40 quilômetros em qualquer direção. Bem parece que é verdade. De um lado, o rio Tâmisa (com os simpáticos barquinhos que de lá de cima mais parecem miniaturas), suas pontes seculares e a Catedral St. Paul.

Vista privilegiada da cidade, do rio e as belas pontes. Foto Bruna Tiussu/AE

Vista privilegiada da cidade, do rio e as belas pontes. Foto Bruna Tiussu/AE

Do outro, ainda o Tâmisa, o grandioso Parlamento e o símbolo máximo da cidade, o Big Ben. Repare também nos típicos ônibus vermelhinhos de dois andares que vão e voltam pelas pontes. O passeio pode ser feito de dia ou à noite. Mas se der sorte de estar lá num dia, você vai ter a certeza de que esta é uma das mais belas cidades do mundo, pode acreditar.

O imponente Parlamento visto de lá de cima. Foto Bruna Tiussu/AE

O imponente Parlamento visto de lá de cima. Foto Bruna Tiussu/AE