As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Projeto multimídia sobre o caminho de Santiago de Compostela dá prêmio ao ‘Estado’

Mônica Nóbrega

28 Setembro 2016 | 19h21

Setas amarelas sinalizam (e simbolizam) o Caminho

Setas amarelas sinalizam (e simbolizam) o Caminho

O jornalista Felipe Mortara foi premiado na 27ª edição do Concurso Europa de Jornalismo pela reportagem O caminho de cada um, sobre o caminho de Santiago de Compostela, na Espanha. É a quinta vez consecutiva que o suplemento Viagem, do Estadão, tem trabalho premiado no concurso, que é promovido pela Comissão Europeia de Turismo.

A reportagem vencedora da categoria Melhor Matéria de Jornal resultou do projeto multimídia Vida de Peregrino, que incluiu textos, vídeos, fotos, conteúdos nas redes sociais, transmissões ao vivo no Periscope e uma página própria dentro do portal Estadão.com, entre os meses de setembro e novembro de 2015. Os leitores puderam acompanhar quase que em tempo real o passo a passo da caminhada, que durou 32 dias ao longo de 1 mil quilômetros. O projeto foi ainda o primeiro produto do Estadão e um dos primeiros da imprensa brasileira a entregar conteúdo diário aos leitores pelo Whatsapp.


Esse ano, os vencedores ganharam uma viagem para Mônaco e Flandres, na Bélgica. Foram premiadas também: as revistas Viaje Mais Luxo (melhor matéria de revista), Viajar Pelo Mundo (melhor matéria sobre os países anfitriões), Qual Viagem (melhor matéria sobre Europa) e Oásis (melhor trabalho fotográfico), o site Catraca Livre (melhor matéria online) e o Jornal da Record (melhor trabalho videográfico).

O prêmio de Felipe Mortara foi o segundo levado pelo Estado na área do turismo em menos de 24 horas: também na noite dessa quarta-feira (28), a reportagem Passo Tranquilo, sobre a Ilha de Marajó, no Pará, do jornalista Diego Moura, ficou em segundo lugar na categoria impressa do Prêmio de Jornalismo em Turismo Comendador Marques dos Reis.