Quanto mais ‘ugly’ melhor
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Quanto mais ‘ugly’ melhor

Bruna Tiussu

20 Dezembro 2011 | 14h09

Por Bruna Tiussu

Acredito que exista no mundo algum canto em que seja possível passar o dezembro (nem precisa ser o mês todo, vai) sem pensar no Natal. Definitivamente este lugar não fica nos Estados Unidos. Lembrei disso – ou melhor, fui lembrada – assim que desembarquei no aeroporto de Los Angeles no começo do mês. Nem foi preciso perambular muito por ali para sentir o espírito natalino em todo seu alcance: desde o básico formado por guirlandas, árvores, bolas brilhantes, luzes, ursos e veadinhos de pelúcia; até os exageros compostos por canções típicas, outras músicas desconhecidas por nós mas com certeza tradicionais da época, passageiros indo para lá e para cá com chapéus de Noel e famílias inteiras exibindo suéteres com estampas natalinas.

Estes, olhem só, ganham até festas em sua homenagem! – e, por isso, espaços de destaque nas vitrines. Durante todo dezembro, norte-americanos capricham no look Natal e organizam as já famosas Ugly Sweater Parties. Comidas e bebidas típicas do Natal estão no cardápio, mas isso é secundário . O importante mesmo é investir no modelito, se destacar no visual. Não fique em dúvida: é mesmo daqueles casacos de lã bordados com estampas de bonecos de neve,árvores de Natal, lacinhos e por aí vai que estamos falando.


Já escolheu o seu? Fotos: Divulgação

Ainda há quem se recuse a desembolsar alguns dólares por uma peça nova e exageradamente kitsch por essência, então se viram com o que têm em casa, guardado em velhos baús e conservados em naftalina. Suéter antigo, já gasto, algum do irmão caçula, tudo é válido. E quanto mais ugly melhor.

Ninguém sabe ao certo a origem do costume, que já está em voga há cerca de dez anos. Grupos universitários reivindicam a organização da primeira Ugly Sweater Party, assim como algumas famílias do Texas (eu particularmente aposto nessa hipótese) juram que a tradição nasceu em seus lares. Atualmente, existe de tipos variados. Vale ser em casa, num clima mais intimista, entre amigos, ou em bares e clubes, com venda de ingressos – normalmente, há que se admitir, com direito a filas enormes na entrada. E para dar aquela agitada na festa no melhor american way, normalmente há um concurso que premia os mais incríveis ugly sweaters. Afinal, todo mundo se produziu à beça para brilhar na noite.