Um giro de 14 dias pela Alemanha
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Um giro de 14 dias pela Alemanha

Adriana Moreira

14 Janeiro 2014 | 03h10

VIAJE NA PERGUNTA


Somos um casal sexagenário e vamos passar duas semanas viajando pela Alemanha, em abril, com chegada e saída via Frankfurt. Gostaríamos de um roteiro que incluísse Berlim. Vale a pena comprar o passe Germain Rail? (Beto, São Paulo)

O passe ferroviário alemão está menos interessante do que já foi, porque não há mais a modalidade de dias corridos. Os melhores passes alemães hoje são os regionais. O Bayern Ticket, válido na Baviera, é um passe diário que permite que uma pessoa viaje para qualquer destino no Estado (e a Salzburgo, na Áustria) por 23 euros; o acompanhante paga apenas 4 euros. Há restrições: é preciso viajar depois das 9 horas da manhã, usar apenas trens regionais e o passe não é válido nos trens InterCity. Para as rotas mais longas, compre o bilhete avulso no site da DB (bahn.de/international) com 90 dias de antecedência: é quando aparecem as tarifas promocionais (a partir de 29 euros por trecho). As companhias aéreas low-cost Germanwings e Air Berlin também têm voos baratos.

Aqui vai um roteiro que cobre os destinos mais desejados pelos brasileiros na Alemanha.

Prenzlauer Berg, em Berlim – Foto: Divulgação

Ao desembarcar em Frankfurt, comprem uma passagem de trem do aeroporto a Heidelberg. A tarifa cheia é de 25 euros e a viagem dura uma hora, com baldeação em Mannheim. Heidelberg, fofíssima, vai dar as boas-vindas à Alemanha que vocês têm na cabeça. Fiquem a primeira noite por lá.

Sigam a Munique (3 horas de viagem; comprem com antecedência), onde vale permanecer 5 noites. De Munique há muitos passeios que podem ser feitos com o Bayern Ticket: Füssen (onde está o castelo de Neuschwanstein, a 2 horas), Garmisch-Partenkirschen (bela estação alpina, a 1 hora) e a austríaca Salzburgo (1h30). Lembre-se apenas de usar os trens regionais.

Comecem a subir para Berlim indo de trem a Würzburg (comprem com antecedência, porque não há trens regionais; a viagem leva 2h10). Fiquem duas noites. No segundo dia, adquiram o Bayern Ticket para visitar a cidadezinha de Rothenburg ob der Tauber, na Rota Romântica (a 1h10).

Sigam de Würzburg a Berlim (4 horas de viagem; comprem com antecedência). Fiquem na capital alemã quatro noites: Berlim é muito espalhada e há muito o que ver (não deixem de fazer o bate-volta a Potsdam, com o trem suburbano S-Bahn).

Voem de Berlim a Colônia (comprem com a Germanwings) e passem duas noites por lá. No segundo dia dá para fazer um passeio de barco pelo Reno até Koblenz. Comprem antes a passagem de trem de Colônia ao aeroporto de Frankfurt (1 hora).