Um vazio naquela suíte
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Um vazio naquela suíte

Tania Valeria Gomes

24 Novembro 2008 | 17h52

Well, my friends: conta-me uma fonte segura do Four Seasons de Nova York que, pela primeira vez em muito tempo, não há ocupantes para a suíte Ty Warner, cuja diária (oh, my God), custa 34 mil dólares.
A suíte, projetada por IM Pei, aquele arquiteto que plantou pirâmides controversas dentro do Louvre, foi uma grande obra de marketing. É a mais cara do mundo, custou, para ser construída, 50 milhões de dólares e, of course, dispõe de todo o tipo de mordomia — inclusive um Rolls Royce à disposição do hóspede por tempo integral. Nada disso é surpreendente, nem mesmo o fato de que alguém pague essa dinheirama para passar uma noite em que pode, casualmente, sofrer uma terrível enxaqueca. Can you imagine?
O que me surpreende é a informação de que ela anda vazia. Talvez a crise esteja mesmo produzindo um primeiro efeito positivo: além do sub-prime estão acabando os sub-primates.

Ty Warner Penthouse no Four Seasons NY