Uruguai: Banho de cultura e de loja (porque ninguém é de ferro)
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Uruguai: Banho de cultura e de loja (porque ninguém é de ferro)

Fabio Vendrame

06 Maio 2014 | 03h30

O legendário Teatro Solís – Foto: Divulgação


MONTEVIDÉU

Inaugurado em 1856, o Teatro Solís é daqueles programas que nunca perdem a graça. Vá para ver um espetáculo ou para conhecer a história do lugar nas visitas guiadas (de terça-feira a domingo, 20 pesos ou R$ 2). Não faltam opções culturais na capital. E, entre um programa e outro, comprinhas com estilo. Afinal, ninguém é de ferro.

Adela Reta Sodré tem shows gratuitos – Fotos: Roberta Della Noce

Auditório Adela Reta Sodré
Na programação, com concertos e espetáculos internacionais, há também shows gratuitos. Assisti a um recital da pianista búlgara Irina Georgieva que executou obras de Chopin, Ravel e Rachmaninoff.

Centro cultural ocupa antigo presídio

Espacio de Arte Contemporaneo
Aberto em julho de 2010 dentro de um antigo presídio, o espaço ocupa uma quadra inteira entre os bairros de Cordón e Aguada, uma área com ar pós-industrial e decadente. Com acervo focado em arte c0ntemporânea, tem espaços para artistas residentes e estrangeiros e, por aproveitar as celas do presídio como salas isoladas, facilita a fruição do visitante. Uma parede de vidro permite que vejamos a parte não restaurada da prisão, onde há pilhas de escombros e paredes descascadas.

Tem café charmoso, e serve pratos leves

Centro Cultural Espanha
Além de áreas expositivas, o centro cultural possui ampla biblioteca e midiateca, além de um café charmoso que, no almoço, serve pratos leves e naturais.

Cinemateca Uruguaia
Há quatro salas da Cinemateca Uruguaia na cidade, duas na Rua Lorenzo Carnelli, 1.311, uma no bairro de Pocitos (Alejandro Chucarro, 1.036) e outra na Avenida 18 de Julio, 1.280. O prédio da Lorenzo Carnelli é antigo, com instalações precárias – mas a programação é riquíssima. Entrada: 140 pesos (R$ 13).

Shopping com história
Vale pelas lojas, com marcas locais e internacionais, mas também pela arquitetura do prédio, de 1910. O hoje vibrante Punta Carretas, aberto no bairro homônimo em 1994, foi um presídio até 1986– o presidente José Pepe Mujica ficou preso ali. Outra opção para comprinhas é o Shopping Montevideo, em Buceo.

Galeria MVD vende acessórios divinos e ainda tem cafeteria e restaurante

Mercado do Porto
O Mercado está na lista de programas obrigatórios na cidade. Aproveite que está ali e passe em três lojas bacanas. A Acatras del Mercado, a La Orientala (Yacaré, 1585) e a MVD ficam uma ao lado da outra. Na Acatras não resisti a um anel de cerâmica estiloso. Na La Orientala comprei quase todas as lembrancinhas de viagem – há peças descoladas e modernas produzidas por jovens artistas do Uruguai e da Argentina. A MVD, além de galeria de arte, também é cafeteria, restaurante e vende roupas e acessórios divinos. Mas os preços são salgados.

Av. Sanfys (Yaguarón, 1335)

Em setembro de 2013, um espaço comercial abandonado no centro de Montevidéu deu lugar a uma galeria descolada, com roupas e objetos de decoração criados por jovens designers. Destaque para o famoso Mi Pepe Mullido (Meu Pepe Macio), um boneco do presidente do Uruguai. Custa 300 pesos (R$ 28) e é uma simpatia. /R.D.N.