As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Vai à Tailândia nos próximos dias? Saiba o que muda no país com a morte do rei Bhumibol

Bruna Toni

21 Outubro 2016 | 13h46

Tailandeses de luto em frente ao Grande Palácio

Tailandeses de luto em frente ao Grande Palácio

A Tailândia está em luto desde o dia 13 de outubro, após a morte de seu rei, o monarca Bhumibol Adulyadej, que estava no poder há 70 anos. Por causa disso, foi decretado luto de um ano e algumas orientações foram dadas a tailandeses e também a visitantes.

Calma, não precisa cancelar sua viagem. As atrações turísticas continuarão funcionando normalmente, com exceção do Grande Palácio e do templo Wat Phra Kaew, fechados para a cerimônia de luto até 1 de novembro. Além disso, alguns eventos e festas, como a famosa Full Moon Party, poderão ser cancelados ou modificados em respeito ao período de luto.


Outra informação importante: o deslocamento das províncias tailandesas para Bangcoc por causa das cerimônias em homenagem ao rei poderá ser maior que o de costume, como alerta o governo. Então não estranhe se encontrar congestionamentos internos pelo país.

Se você vai à Tailândia nos próximos dias, veja quais são as orientações do Ministério do Turismo antes de embarcar. E não deixe de confirmar com seu agente de viagem ou nos próprios locais de visitação se eles estarão abertos e em quais os horários para evitar o risco de perder a viagem.

Homenagem ao rei Bhumibol Adulyadej em Bangcoc

Homenagem ao rei Bhumibol Adulyadej em Bangcoc

1. Você verá muitos tailandeses com roupas pretas ou brancas em respeito ao luto decretado. Mas o uso dessas cores não é obrigatório, principalmente para quem é turista.

2. Apesar de poder escolher as cores, a recomendação é que visitantes usem “roupas apropriadas e respeitáveis em público”.

3. O mesmo vale para o comportamento: nada de fazer algo “inapropriado ou desrespeitoso”.

4. Muitas festas deverão ser canceladas, já que o governo pediu para que os locais de entretenimento evitem “performances ruidosas”. Se você pretende em ir a alguma delas nos próximos meses, como a Full Moon Party (saiba mais dessa balada na praia), é bom confirmar antes de ela ocorrerá.

5. Já eventos dentro de espaços fechados poderão sofrer algumas adequações para respeitar o período de luto.

6. O mesmo valerá para celebrações religiosas e culturais do país, incluindo casamentos. Aos turistas, será curioso ver como alguns deles serão modificados para homenagear o rei.

7. As atrações turísticas continuarão abertas como o de costume, com exceção do Wat Phra Kaew (o Templo do Buda de Esmeralda) e do Grande Palácio, que serão palco dos ritos reais funerários nos próximos dias – mas voltarão a abrir já no dia 1 de novembro.

8. Todos os transportes, bancos, áreas comerciais, hospitais e outros serviços públicos estarão operando como de costume.

9. Não estranhe, além dos congestionamentos internos, uma segurança reforçada durante a chegada e estadia na Tailândia. Segundo as autoridades tailandesas, essa será uma das prioridades do governo.

Mais conteúdo sobre:

TailândiaÁsia