A viagem da sardinha

A viagem da sardinha

Heitor e Sílvia Reali

29 Dezembro 2016 | 16h46

O Mundo Fantástico da Sardinha Portuguesa

O Mundo Fantástico da Sardinha Portuguesa

Cabe um mundo em uma lata de sardinhas? Em Lisboa, quem diria, cabe. Pode até parecer história de pescador, mas, nem é um só mundo, não. Quer ver? Tem o mundo das tradições pesqueiras portuguesas, o mundo da gastronomia, do design, da arte, do bem-estar e da saúde, e até o mundo do circo, tem também!

 

sardinhas_1 copy


 

Em tempos idos, a conservação de um produto que graças à uma condição climática especial deu à beça, seja carne, peixe ou frutas, sempre foi um desafio. Isso aconteceu, por exemplo, em 1942, no litoral português da região de Aveiro, quando deu uma onda de sardinhas qual verdadeiro maná dos mares. As mulheres dos pescadores pensaram então em fritar as sardinhas excedentes, e mergulhá-las em barricas de madeira com azeite de oliva.

Bingo! Foi o start de um enorme sucesso, e Portugal se tornou o maior produtor de sardinhas em conservas, exportando para todo o mundo.

 

O Mundo Fantástico da Sardinha Portuguesa

O Mundo Fantástico da Sardinha Portuguesa

 

Umas das fábricas de sardinhas em lata começou nesse mesmo abençoado ano, em Murtosa, tornando-se uma das marcas preferidas graças à sua qualidade. Mas, não tinha loja própria. Isso, até dois meses atrás quando abriu seu espaço em Lisboa, no tradicional bairro do Rossio – uma verdadeira festa para os sentidos.
A marca desejou fazer da loja um palco para mostrar o espetáculo que é a sardinha portuguesa. E, qual é o mais belo palco do mundo? O do circo, ora, pois. É tão impensado misturar circo com sardinhas que enquanto eu ali estava, vi outros desavisados turistas entrarem. Um achou que era uma loja de brinquedos, outro entrou para jogar nas máquinas caça-níqueis (?).

 

O Mundo Fantástico da Sardinha Portuguesa

 

É ‘gira’, dizem os lisboetas. Mas, na minha opinião, vai muito além das cores, luzes, da palavra sardinha escrita nos diferentes idiomas do mundo por onde ela anda, em lata ou vivinha da silva, e de poemas e citações sobre a sardinha de Fernando Pessoa e de Carlos Alberto Moniz.

Quer saber por que curti a loja? Me diga onde mais posso comprar a essência de um país para dar aos meus amigos gourmets, que posso levar na bagagem de mão e, melhor ainda, gastando apenas cinco euros?

O mundo fantástico da sardinha portuguesa
Quer mais outro atrativo para esse presente?  Em cada lata está escrita a maior relevância do que aconteceu no mundo, de 1916 a 2016, e qual famoso personagem nasceu naquele ano. Na latinha de meu ano, estou representada por Meryl Streep, e fico sabendo também que foi quando um médico português ganhou o Nobel de medicina. Não é um detalhe simpático embutido no presente?

Sardinhas grelhadas

 

De volta agora a sardinha portuguesa, com seu sabor e aroma pungente e peculiar, ela entra no preparo de um cem número de pratos portugueses. Contudo, os puristas a celebram simplesmente na brasa, apenas com um fio do prestigioso azeite de oliva produzido no país.

Amália Rodrigues – a voz de Portugal – a cantava em singelos versos como: “não é para adivinhar, que eu não gosto de adivinhas, já sabem que eu fui ao mar, e fui lá buscar sardinhas. ”

Para os profissionais da saúde e bem-estar, a sardinha é rica em ômega 3, poderoso protetor do coração. A espinha dorsal do peixe que na latinha, graças ao seu processo de cozimento em alta temperatura se desmancha, possui a mesma fonte de cálcio equivalente a três copos de leite.

 

Obra de Bordalo Pinheiro

Obra de Bordalo Pinheiro

 

A sardinha viajava na obra de Rafael Bordalo Pinheiro, ceramista, cartunista e aquarelista. O ícone criado por ele repica em quase todos os artigos ‘Made of Portugal’, como: objetos em cerâmica, vidro, bijuterias, sacolas, aventais para chefs de cozinha, cadernos, agendas, livros…

 

Loja Made of Portugal

Não dá vontade de conhecer mais sobre esse país? Mas, se você pensava em outro destino europeu, “puxe a brasa para sua sardinha”, e aproveite o stopover da TAP, que permite ficar até três dias sem taxas, e descubra Portugal (flytap.com/Portugal/pt/stopover).

 

O mundo fantástico da sardinha portuguesa
Onde:

O mundo mágico da sardinha portuguesa, Pça D. Pedro IV, Rossio, Lisboa

www.omundofantasticodasadinhaportuguesa.pt
Acompanhe os autores também no Viramundo e Mundovirado, no facebook viramundoemundovirado e instagram @viramundoemundovirado

Mais conteúdo sobre:

EuropaPortugalEuropaPortugal