A união faz a força!
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

A união faz a força!

Karina Oliani

28 Outubro 2016 | 12h36

Nós sabemos dos desafios que temos pela frente com o Projeto Médico Piauí e é isso o que nos dá motivação e força de vontade para ajudar o próximo e mudar o futuro daquelas pessoas.

Para que isso possa ser feito com êxito, formamos um time de médicos excelentes no que fazem das mais diversas modalidades para ter força e fazer o bem acontecer num lugar onde as pessoas são esquecidas e negligenciadas.

Nosso projeto acontecerá de 1 a 9 de novembro nos municípios de Acauã, Paulistana e Betânia, uma das regiões mais necessitadas do Piauí. Teremos dentista, fisioterapeuta, psicólogo, oftalmologista, ginecologista, clínico geral, pediatra, especialista em saúde pública, e muitos outros profissionais que estão prontos a agir!

A partir de hoje, você poderá acompanhar nosso trabalho e ver fotos e vídeos das nossas ações aqui no meu blog!

 

Conheça um pouquinho sobre o que motiva alguns dos nossos médicos a abandonarem os hospitais onde trabalham, seus consultórios e viajarem até o sertão do nosso país com o nosso lindo projeto:

“Há uma responsabilidade pelo todo que não é só do governo ou das empresas, é de cada cidadão. Eu acredito na ideia da responsabilidade social, que é a de que todos podem ajudar-se, cada um oferecendo o que puder.

 No meu caso, sinto prazer e acho sempre um privilégio o meu trabalho, voluntário ou não, porque atendo uma necessidade minha que é a de estar ali, perto de quem julgo que sofre, ou de quem aceita o que posso oferecer. E sempre há uma troca, intensa e sincera, e isso é o que busco sempre.

Muitas vezes a consciência do tamanho do problema e a dificuldade em obter as soluções podem nos paralisar.
Então você tira o espinho do pé de alguém e já trouxe alívio.
Há os que atuam na busca de macrosoluções e estes são indispensáveis.
Nós vamos em busca das pequenas coisas, não ter grandes expectativas ajuda mais”

– Maria Luiza Ramos, Cirurgiã

19787_10202807797275249_327743602597485963_n

 

“A principal motivação em participar do projeto é poder ajudar a mudar a realidade de saúde de uma das regiões mais pobres e com maior risco social do Brasil. Ações de assistência e educação em saúde nas comunidades mais carentes são ferramentas de transformação dos indivíduos, e tem o potencial de colaborar tanto na resolução de patologias que afligem essas pessoas, quanto na formação de cidadãos mais conscientes e atuantes nos seus próprios círculos.
Pretendo diagnosticar e tratar doenças comuns, mas que nessas comunidades passam negligenciadas. Patologias como diarreias, verminoses, infecções de pele, diabetes, hipertensão, bem como testagem para HIV, Hepatite B, hepatite C e Sífilis são exemplos dessas ações.
Educação em Saúde: promovendo pequenas palestras e discussões com essas comunidades, a intenção é transmitir conhecimentos básicos em medicina preventiva social, e empoderar cidadãos e líderes locais.

– Alexandre Naime, Infectologista

IMG_4784

“Me motiva poder aplicar meu trabalho e conhecimento em regiões desamparadas, bem como dar assistência a pessoas que não possuem o minimo de condições para uma vida digna.

A troca de relatos e o convívio fora da “bolha”urbana e do bem estar, me faz redirecionar os principais objetivos da minha vida.

Espero que as informações deixadas gerem uma aplicação pratica na saúde bucal das pessoas, que os procedimentos tragam conforto e bem estar, e que o carinho trocado, tragam boas lembranças para todos.”

– Thiago Toyama, Cirurgião Dentista


“O que me motivou a ir? Eu sempre fiz trabalho voluntário, desde os 15 anos… escolhi ser fisioterapeuta para ser meu jeito de poder ajudar as pessoas. Qualquer pessoa. 

Uma vez me disseram que cada um tem seu jeito de alimentar a alma e o meu, é nas minhas ações humanitárias. 

O que espero é que possamos levar orientações e conhecimentos para que as doenças, sequelas e prejuízos essa população sejam diminuídos, orientados e melhorados, deixando assim uma melhor qualidade de vida.”

– Marlise Carvalho, Fisioterapeuta

2016-02-13 16.55.08

 

“Sou Karina Carneiro Branco , medica formada na  Universidade São Francisco em Bragança Paulista , fiz residência medica em pediatria  e terapia intensiva infantil na Santa Casa de São Paulo, atualmente trabalho como intensivista pediátrica no Hospital Pitangueiras em Jundiaí e no Hospital Edmundo Vasconcelos em São Paulo. Para aliviar o dia a dia da UTI-Pediátrica eu e meu marido saímos  sempre que possível para  fazer trekking/rafting/escalada .

Agradeço a oportunidade de fazer parte desta equipe da Missão medica VV  e poder ajudar .  Agradeço ao meu marido  que me apoiou e me incentivou a ir nesta viagem.”

– Karina Branco, Pediatra

IMG_0017

“Meu nome é Carolina Zafalon Ferreira,tenho 34 anos e sou ginecologista e obstetra.Faço pré-natal de alto risco em São Bernardo do Campo e medicina fetal em alguns hospitais e laboratórios de São Paulo.
O que me motivou a ir para o projeto médico foi que desde que pensei em prestar vestibular para medicina tenho o desejo de conhecer áreas e pessoas do Brasil com maior necessidade de atendimento e ajudar essas pessoas através do meu trabalho. Quando soube do projeto enxerguei que era a oportunidade de realizar esse sonho. Como resultado espero conhecer essa nova realidade e crescer profissionalmente e também na minha vida.”  

– Carolina Ferreira, Ginecologista

carolina

“Sempre quis participar de missões humanitárias, atendimento em emergências, participar de times como esse, voltado para o alívio do sofrimento humano. Em função das circunstâncias, nunca participei. Assim que recebi o convite, para trabalhar prevenção e posvenção do suicídio, não tive qualquer dúvida e aceitei com prazer. Iniciar meu percurso nessas missões aqui na minha terra, no sertão do Piauí, tem um valor simbólico importante

O que espero de resultado? Sinceramente, não vou com algo pronto, alguma expectativa estabelecida a priori. Sendo a minha primeira missão dessa natureza, vou com o espírito aberto para fazer o que for necessário e contribuir com a equipe, ajudar de alguma forma aquelas comunidades esquecidas pelo serviço público. Se é para esperar um resultado, espero que nós consigamos semear um pouco de amor e solidariedade no coração daqueles que atenderemos, que possamos fazer com que se sintam valorizados, além dos resultados práticos do nosso trabalho.”

– Carlos Henrique, Psicólogo

DSC00021

“Sou a Fernanda C. Franciosi N. De Melo, farmacêutica bioquímica. Atuo como responsável técnica de uma importadora de produtos médicos e odontológicos em Curitiba-PR. Participo de um grupo de resgate de animais abandonados. Sou apaixonada por natureza e por fazer o bem. Sou reikiana e levo reiki a quem precisa.”

– Fernanda Costenaro, Farmacêutica.

IMG_9387

“Mesmo depois de quinze anos atuando em projetos sociais pelo Brasil, principalmente região norte e nordeste do país,  ainda há muito o que se fazer. Vejo em cada rosto, em cada gesto da população atendida, os anseios e as necessidades dos nossos irmãos brasileiros. Não é apenas responsabilidade do poder público, e sim, de cada um de nós. Esse engajamento é o que nos dará força para realizar ações que beneficiarão centenas de pessoas.

Como diretor de um Projeto Social que nasceu no sertão nordestino, motivos não me faltam para embarcar mais uma vez. Experiencias que são levadas para vida toda.”

  • Dr. Victor Hugo Bigoli, Biomédico Sanitarista.

Diretor do Projeto Canudos

Professor da Universidade Metodista de São Paulo

vitor

“Sou médica, formada há 7 anos , nesse período tive experiências distintas desde médica do SUS até um período no Canadá .

Atualmente atuo no setor de urgência e emergência em Santa Catarina em unidade do SUS e sei como é difícil a realidade do nosso sistema de saúde , mesmo na área com um desenvolvimento sócio econômico bem maior que o estado do Piauí. 

Sei que passa longe da minha imaginação os desafios que a população de uma área como a da cidade de Acauã enfrenta , mas vou de coração aberto para tentar compreender e ajudar com o conhecimento que tenho.

Acredito que a maior motivação que tive para participar de um projeto voluntário foi olhar pra minha vida e ver que tenho uma casa pra morar, cama pra dormir , um prato de comida em cada refeição , amigos que amo , emprego , já fiz viagens de sonhos , ou seja , minhas necessidades estão completamente supridas . E pra chegar até aqui eu tive ajuda de tanta gente. Então chegou a minha vez de olhar pra fora , enxergar o outro , quem precisa de ajuda e como posso ser útil.

Espero aprender e ensinar durante esses dias no sertão de Piauí.”

  • – Talita Cabrera Correa, Médica Geral de Emergência
  • talita

“Gislene Bastos é jornalista com atuação voltada aos temas de meio ambiente e economia. Mora em Curitiba. Participa de ações voluntárias de atendimento de saúde nas ilhas litorâneas do Paraná. Amante da vida ao ar livre, viagens e fotos.”

– Gislene Bastos, Jornalista

gislene

“Rogério Lupião Lopes, 50 anos, casado – 1 filha de 7 anos, natural e morador em Santos-SP. Formação: engenharia mecânica (São Paulo), processamento de dados (São Paulo), direito (Santos), pós graduação: gestão estratégia de negócios (Santos). Atualmente no ramo de alimentação (sócio grupo KOKIMBOS – 3 pizzarias e um buffet na cidade de Santos-SP”

– Rogério Lupião Lopes, Engenheiro

ROGÉRIO LUPIÃO LOPES (2)

Estamos fazendo as malas para partir para o Sertão do Piauí na nossa expedição médica. Olha só todas essas doações de equipamentos e remédios que recebemos de pessoas incríveis, que não podem ir conosco mas que se importam com o próximo!

14886002_1376475099047674_1921783129_n

Ajude no futuros dessas pessoas você também!

Para contribuir comprando o nosso photobook Dharma Project acesse: http://dharmaproject.portfoliobox.net/

Todo o lucro será revertido para o Projeto Médico VV no Sertão do Piauí!

Para doar qualquer valor, você poderá contribuir diretamente na conta:

Caixa Econômica Federal

Ag: 3188

Conta poupança: 1000-0

Oper: 013

CPF: 303.883.358-96

Karina Ragazzo Oliani

Juntos somos muito mais fortes e se cada um fizer uma pequena parte nós podemos mudar o mundo!

 

Agradecimentos:

logo puma

(www.puma.com)

 gente de montanha

(www.gentedemontanha.com/)

Volunteer Vacations (www.volunteervacations.com.br/)

Pitaya Filmes (www.pitayafilmes.com.br)

Universidade Metodista de São Paulo (http://portal.metodista.br/)

Projeto Canudos (http://www.projetocanudos.com.br/)