África do Sul – A maior concentração de animais do nosso planeta!
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

África do Sul – A maior concentração de animais do nosso planeta!

A corrida das Sardinhas é uma verdadeira festa no meio do oceano que reúne o maior número de animais do planeta!

Karina Oliani

05 Agosto 2016 | 10h55

Quando falamos em África do Sul, já nos vem à mente as savanas e os safaris. A lista dos 5 maiores animais africanos (os famosos BIG FIVE): Leão, leopardo, elefante, búfalo e rinoceronte. Fora os hipopótamos, girafas, crocodilos e por aí vai…
Mas nós acabamos esquecendo que a África é banhada pelos oceanos Atlântico, a oeste e o Índico ao leste, além dos mares Mediterrâneo e o mar Vermelho, fazendo com que tenha um litoral extenso e uma fauna marinha ainda mais rica que sua famosa fauna terrestre.

C___7856 (2)

A “corrida das sardinhas” é um dos maiores acontecimentos marinhos do planeta. 

Essa misteriosa migração das sardinhas ocorre entre maio e julho ao longo da costa leste da África do Sul.


Não há estatísticas precisas sobre quantas sardinhas participam da “corrida”, mas cardumes gigantescos de 15 km de extensão e 4 km de largura costumam ocupar mais de 1000 km da região costeira. A muralha de sardinhas chega a cerca de 1km da costa e uma média de 7km de extensão chegando até 30 metros de profundidade. Esse enorme cardume foi apelidado pelos moradores locais de “o maior cardume da terra”. A temperatura deve ter no máximo 21ºC. Os anos em que a água não esfria, esse fenômeno não acontece, pois como as sardinhas são peixes de águas frias, elas evitam a corrente de água quente.

sardine run

Nem sempre, porém, são as sardinhas a atração principal. À caça delas, seguem milhares de predadores de vários tipos.

Entre eles, por volta de 20 mil golfinhos, milhares de tubarões baleia, leões marinhos e dezenas de milhares de aves.

Ep4 -

Grande festa no Mar

Apesar da incrível densidade de vida marinha, testemunhar o momento mais aguardado dessa corrida submarina depende da sorte. Nem todos os anos entre o fim de maio e o início de julho essas sardinhas se aglomeram!

A conformação costeira e as correntes submarinas criam as condições para o evento. Operadores de turismo na Província do Cabo Oriental desenvolveram técnicas para localizar onde acontece esse grande evento.

A busca começa ao amanhecer, com um avião que sobrevoa o mar observando a atividade dos pássaros ou enormes manchas negras dos cardumes de sardinhas na água.

O piloto então orienta os barcos para o lugar onde centenas de golfinhos já foram observados.

As baitballs (como a corrida se chama em inglês) são formadas como resultado do cerco montado pelos golfinhos às sardinhas. Os tubarões e baleias também contribuem na caçada.

Quando ameaçadas, elas instintivamente juntam os seus corpos para evitar ficar isoladas do grupo (a melhor maneira de se defender dos predadores).

Essas baitballs se dispersam rapidamente, durando raramente mais de 10 ou 20 minutos.

OceansHorseMackerelBaitBall

 

À medida que a sardinhas se dirigem às águas mais rasas, começa o ataque de aves.

Os pássaros caem de cerca de 30 metros de altitude em formação, atingindo a superfície marinha a 90 km/h e chegando a 10 metros ou mais de profundidade.

Um minuto ou dois depois, submergem de volta, com sardinhas na boca, cercados por correntes de bolhas de ar emanadas pelos golfinhos como artifício para encurralar suas presas.

Quando a atividade dos animais diminui, e a fome foi saciada, as aves ficam flutuando no mar, pesados demais para voar.

____6174

A ciência marinha ainda não possui explicações definitivas sobre a “corrida das sardinhas”.

Sabe-se que as sardinhas só fazem migrações ao longo da costa nessa região ao leste da África do Sul.

A migração das sardinhas encerra-se quando vão de encontro as águas quentes no norte da África, o que faz com que elas retrocedam fazendo o caminho de volta.

O mergulho na corrida das sardinhas é um tanto restrito: o valor é um alto e temos que esperar o momento certo para que as sardinhas apareçam. Pode ser que o planejamento não funcione como esperado, há mergulhadores e cientistas que levam entre 5 e 7 anos para conseguir um registro adequado do evento!

Como é um mergulho em mar aberto com correntes fortes, é necessário ser mergulhador experiente e condicionado, e o mais importante de tudo, ter muito cuidado e cautela ao encontrar o grande cardume, pois como são alvos de seus predadores naturais, pode ser você fique cara a cara com algum grande predador.

Mas uma coisa é certa: Não falta adrenalina neste mergulho!!!

P1010557

Agradecimentos:

Tourism KwaZulu-Natal (http://www.zulu.org.za/)

South African Tourism (www.southafrica.net)

Crystal Divers (http://www.crystal-divers.co.za/)

TI Comunicações (http://www.ticomunicacoes.com/)

South African Airways (http://www.flysaa.com/)