Belize: O paraíso dos mergulhadores
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Belize: O paraíso dos mergulhadores

Karina Oliani

08 Setembro 2017 | 11h36

Cancun, Jamaica, Bahamas, Costa Rica… Com certeza você já ouviu falar de algum desses destinos localizados na América Central, certo?! Bom, está na hora de conhecer mais um paraíso que te dará um outro olhar sobre o Caribe. Apresento-lhe Belize!

Quando se fala em Belize, são poucas pessoas que conhecem de fato esse pequeno país que tem o tamanho do estado do Sergipe. São 290 km de litoral que fazem fronteira com o México e a Guatemala. Ao contrário de todos os outros países continentais da América Central que possuem o espanhol como idioma oficial, em Belize a língua nativa é o inglês.


E não é apenas o idioma que torna esse país tão único. A grande diversidade cultural de Belize faz qualquer historiador se apaixonar no primeiro dia!

A primeira impressão ao chegar é que você está em um país africano. Não é pra menos, assim como na África, Belize também foi colonizado pelos britânicos. Sem dúvidas, é um país bem diferente dos seus vizinhos…

A região que hoje é Belize fazia parte da civilização maia. Os espanhóis nunca chegaram a colonizar esse território por não terem encontrado ouro ou prata, e por priorizarem outros locais. Por isso, os ingleses estabeleceram uma colônia na região trazendo os escravos africanos. Atualmente Belize possui cerca de 330 mil habitantes e oferece diversos atrativos: praias, ruínas maias, cachoeiras, cavernas, florestas e a maior e mais preservada barreira de corais do Hemisfério Norte.

Comecei minha aventura pelo Great Blue Hole. O Grande Buraco Azul é na verdade uma caverna que se formou há centenas de milhares de anos, quando o nível do mar era mais baixo do que agora. À medida que o oceano subiu, ela ficou submersa, mas preservou as estalactites, hoje rodeadas por animais marinhos. Sem dúvidas é um fenômeno inédito da natureza que se tornou uma das áreas mais deslumbrantes localizadas no Atol de Recifes Lighthouse, a 100 km da costa de Belize.

O Great Blue Hole pode não ser o único buraco azul no mundo, mas é o único que pode ser visto do espaço. E suas dimensões explicam: são 300 metros de diâmetro formando um círculo quase perfeito e 125 de profundidade.

Mergulhadores menos experientes só podem descer até os 24 metros, já os mais confiantes podem mergulhar lá pelos 40 metros de profundidade.

E o que torna o Blue Hole ainda mais incrível é o fato de cerca de 500 plantas e animais raros estarem localizados somente nesta área. Fiquei encantada com a quantidade de corais, peixes, arraias, tubarões de diversas espécies e por aí vai… Não é a toa que essa região é considerada Patrimônio Mundial e reserva protegida em Belize.

Aliás, quase todos os pontos de mergulho onde fui até agora são decretados Parques Nacionais Marinhos. Barcos não podem jogar âncoras para justamente preservar os corais que ficam ali.

Não apenas de praias bonitas e águas cristalinas vive o turismo de Belize. Há muitos anos, mais de um milhão de maias habitavam estas terras, onde deixaram de herança muitas cidades para serem descobertas por nós. No sítio Maya de Altun Ha por exemplo, muitos templos foram usados em 600 A.C. para comemorações, festas e sacrifícios.

Belize realmente une o melhor dos dois mundos: praias lindas com o mar azul turquesa do Caribe e selva, montanhas, cachoeiras e cavernas no lado oposto da costa. É um país completo e fascinante!

FOTOS: Alexandre Socci e Marcelo Rabelo

AGRADECIMENTOS:

Turismo de Belize

Canon Brasil

Aquática Sea Worker

Seasub

Copa Airlines

Ramon’s Dive Center