Instituto Dharma cada dia mais estreitando distâncias e quebrando fronteiras!
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Instituto Dharma cada dia mais estreitando distâncias e quebrando fronteiras!

Karina Oliani

14 Julho 2017 | 18h20

Uma das coisas que mais faz falta pras pessoas hoje em dia é ter um propósito!

Sempre soube que o meu era ajudar o próximo. Sempre senti uma necessidade enorme de ser útil para quem precisasse de mim.

Acho que por isso me tornei médica. E nunca quis praticar aquela medicina mais supérflua, que me colocasse num consultório chique e me deixasse com os bolsos cheios.


A medicina que sempre me encantou e a que me atraiu é aquela que prestasse socorro em situações de emergência para as pessoas mais carentes e que mais precisam de auxílio.

Por isso ao me formar em 2007, na sequencia parti para Utah onde comecei um fellowship em Wilderness Medicine. Foram nesses 3 anos subsequentes que aprendi a exercer a medicina de áreas remotas que tem como lema “Adapt, Improvise and Overcome”. O mesmo da Marinha Americana!

Mas atender em ambientes inóspitos, sob condições extremas e de maneira improvisada não é pra qualquer um. Resiliência, adaptação, positivismo e companheirismo são qualidades indispensáveis a quem se presta praticar essa medicina.

E foi isso que fizemos nas últimas semanas na região da Cashemira, na Índia. Um grupo de 11 brasileiros, todos voluntários do Instituto Dharma, viajou por 5 dias para chegar ao remoto vilarejo de Zanskar, onde trabalhamos juntamente aos médicos da NGO (ONG americana) Hands on Global.

A equipe de voluntários do Dharma viajou para Padum/Zanskar – Índia, último reduto 100% tibetano dentro do território indiano para atender no “Dalai Lama Hospital”.

Foi lindo ver a interação da equipe, todos somando esforços em prol de um bem maior. Todos felizes, todos presentes: Fisioterapeuta, ginecologista, pediatra, cardiologista, psicólogo, e por aí vai – pessoas com um mesmo propósito: lutar por um mundo mais solidário, mais humano, mais justo e consequentemente melhor para todos.

Voltando e me sentindo de alma lavada e recarregada, ainda fomos abençoados com uma visita pra lá de especial: o décimo quarto Dalai Lama nos recebeu em sua residência e nos agradeceu pelo nosso trabalho pessoalmente.

Difícil descrever o encontro em palavras…

Difícil falar da energia e da compaixão nos olhos daquele senhor de 82 anos…

Impossível não voltar transformada de uma experiência como essa!

Fotos:

Andrei Polessi

Agradecimentos:

Instituto Dharma (www.institutodharma.org)

PUMA (https://shop.brasil.puma.com/)

Canon (http://www.canon.com.br/)