O Maior predador da América do Sul: As Sucuris.
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

O Maior predador da América do Sul: As Sucuris.

Bonito - Mato Grosso do Sul, um verdadeiro pedaço do paraíso na terra!

Karina Oliani

19 Agosto 2016 | 08h43

Bonito no Mato Grosso do Sul, com certeza é um dos lugares do mundo que eu mais amo. Por quê?

Você vai entender com algumas imagens, como a natureza, a energia e a beleza desse cantinho faz com seja considerado “um pedaço do paraíso na terra”.

AleSocci-GreenPixel_Karina_Bonito-4

Apaixonada por água e mergulho, Bonito é sem dúvida o melhor destino para mergulho fluvial do Brasil!
A Lagoa Misteriosa, que fica a 50 KM de Bonito e está na mesma propriedade do Recanto Ecológico Rio da Prata, considerado um dos rios mais lindos do mundo.


Se trata de uma das cavernas inundadas mais profundas do Brasil, e o seu nome vem do fato de que ninguém nunca chegou ao fundo dela. O máximo que os mergulhadores conseguiram chegar foi em 220 metros de profundidade.
AleSocci-GreenPixel_Karina_Bonito-232

A natureza de Bonito é uma preciosidade a parte: animais selvagens vivendo em completa harmonia, aqui podemos dar de cara com o maior predador terrestre da América do Sul: as Sucuris.

Essa espécie de cobra constritora, também conhecida como anaconda, é a maior que existe no planeta e seu tamanho pode chegar a mais de 11 metros de comprimento. Elas se alimentam de capivaras, peixes, aves e bezerros. Por não possuírem veneno, matam suas presas por constrição, as asfixiando, quebrando seus ossos e dobrando seus corpos ao meio para engoli-las por inteiro.

AleSocci-GreenPixel_Karina_Bonito-160

Essas serpentes são muito mais ágeis quando estão na água, por isso quando sentem algum perigo, procuram rapidamente um local com água para se proteger. A sucuris em média, ficam 10 minutos submersas sem precisar ir até a superfície.

Pelo seu tamanho e suas características, a Sucuri ganhou a fama de “devoradora de homens”, mas tudo não passa de histórias fantasiosas. Elas evitam o contato com os homens, e se olharmos para seus hábitos alimentares e tamanho, seria impossível uma Sucuri se alimentar de um ser humano.

Durante todo o tempo que passei ao lado da cobra, ela permaneceu calma e dócil, não ofereceu nenhum tipo de risco, era quase como se ela tivesse tanta curiosidade em nós quanto nós tínhamos nela. O que era para ser assustador, passou a ser um momento mágico.
AleSocci-GreenPixel_Karina_Bonito-151

Além desse encontro épico, nadei na nascente do Formoso, flutuei nas águas mais cristalinas do Rio da Prata e tive a honra de mergulhar na Gruta do Mimoso, um dos sistemas de cavernas submersas mais incríveis que existem na Terra.

 

Agradecimentos:

Ygarapé Tour (http://agenciaygarape.com.br/)

Pousada Chamamé (http://www.pousadachamame.com.br/)

Projeto Jibóia (http://www.projetojiboia.com.br/)

Seasub (http://www.seasub.com.br/)