Nomes mais que abençoados

Nomes mais que abençoados

Bruna Tiussu

11 Setembro 2017 | 13h46

Apresento-lhes Abena Gertrude, aluna da terceira série. Foto: Bruna Tiussu

Dentre as coisas que mais curto da cultura ganense estão os nomes das pessoas. Gosto na verdade do motivo pelo qual são escolhidos.


Aqui no centro (onde está Kumasi) e no sul (região de Acra), quase todos têm um primeiro nome de acordo com o dia da semana em que nasceram. Segundo a cultura Akan, uma das principais do país, a alma de um recém-nascido está ligada ao dia em que ela veio ao mundo. E a alma, para eles, é a parte de Deus que a criança recebe.

Se eu fosse daqui, então, seria Afia Bruna Tiussu. Pois Afia é o nome feminino referente à sexta-feira. Cada dia da semana tem um nome para eles e outro para elas. Ainda assim, são apenas 14 variações, o que explica eu já ter conhecido vários Kwabena (terça-feira), inúmeras Yaa (quinta-feira) e muitos Kojo (segunda-feira).

Ama Tereza e sua mãe, Yaa Fatty. Foto: Bruna Tiussu

Deixo aqui a lista como curiosidade:
Domingo: Kwasi (ele); Asi (ela)
Segunda: Kojo; Ajao
Terça: Kwabena; Abena
Quarta: Kwaku; Akua
Quinta: Yao; Yaa
Sexta: Kofi; Afia
Sábado: Kwame; Ama

Este primeiro nome é bastante usado em casa, entre os familiares. Às vezes eles utilizam o segundo, que pode ser um nome inglês ou africano. No caso dos africanos — como Osei, Osu e Bawa –, existe a tradição de dar ao filho o nome de algum parente já falecido. Acredita-se que desta forma a criança terá as mesmas qualidades que a pessoa homenageada tinha.

Já aqui na escola o que conta mesmo é o nome inglês — que pode ser o segundo ou o terceiro. Muitos adultos não possuem ou adotaram um depois de velhos, porque a prática se tornou comum recentemente, quando o ensino nas escolas começou mesmo a priorizar o inglês, língua oficial de Gana.

Este é Blessing, aluno da quarta série. Foto: Bruna Tiussu

E na hora de batizar seus filhos os pais acabam usando as referências que têm: religiosas ou literárias, em sua maioria. Então temos estudantes aqui que se chamam Blessing (há uma aluna e um aluno), Precious e Confort. O que torna esses pequenos ainda mais insuportavelmente fofos.

Mais conteúdo sobre:

básico da ÁfricaGanaKumasiÁfrica