Brasileiro que concorre ao Global Teacher Prize também criou soluções para o Cerrado

Brasileiro que concorre ao Global Teacher Prize também criou soluções para o Cerrado

Paulina Chamorro

02 Fevereiro 2016 | 19h31

Marcio-Andrade-Social-Graphic

Conhecí o  professor e engenheiro da Universidade Federal do Mato Grosso, Marcio Andrade, durante uma entrega de Premio da Fecomercio. De lá sai com uma caixinha de castanha do Cerrado  chamada Baru e a certeza de que aquele projeto, MdeA Brasil, era incrível.

Levava alternativas econômicas para o  Cerrado  brasileiro, estimulando o extrativismo das castanha e o plantio de uma espécie de arvore, a Baru, ainda umas das poucas não extintas neste bioma super explorado.

Depois o encontrei em outro premio, o Novelis de Sustentabilidade.


Era o momento de conversar com o Marcio sobre este projeto que cria alternativas econômicas contra o  desmatamento. A madeira da Castanha era vendida para fazer cerca!  E agora ajuda a muitas famílias.

Um caminho  similar é a solução para a Amazonia. Como  frear o desmatamento, se não  há alternativas econômicas mais atraentes  para manter a floresta em pe?

Ouçam o  papo  que tive com ele no  Planeta Estadão do ultimo  final de semana

Aproveitem! Ouça aqui