Carnaval andino? Também tem!

Carnaval andino? Também tem!

Paulina Chamorro

22 Fevereiro 2017 | 13h55

Morei em Cochabamba, Bolívia, por 3 anos, bem pequena, em meados dos anos 80. Minhas lembranças do país são uma mistura de imagens onde sempre se destacam as roupas tremendamente adornadas e coloridas das indígenas. Outra são as elaboradas e compridas tranças. E do Carnaval, as divertidas guerras de bexigas cheias de água.

A Bolívia é um país vizinho, mas que por estas bandas ainda ouvimos com preconceito e pouco interesse cultural. Você sabia, por exemplo, que lá há um grande e reconhecido Carnaval? As grandes farras acontecem em Oruro, Potosí e Tarija.

Nestas cidades os Carnavais evocam cultura e religião, com muitos elementos andinos e sincretismo, como na maioria do país.

O grande destaque é para o Carnaval de Oruro, a capital folclórica do país. São quase 500 mil pessoas que se deslocam para dias de festas na rua. Este ano serão dez dias, de 18 a 28 de fevereiro, sendo que os principais eventos, apresentações e desfiles (sim, desfilam na rua grupos de dança e bandas), vão de 24 a 28.


As roupas e ritmos são o que me fascinam. As mulheres usam saias curtíssimas, algumas com chapéus pequenos (como aqueles das andinas), e muitos véus. O caimento ideal para dançar los caporales. Com passos marcados, vão avançando pela avenida.

Diablos

¨Diablos¨da Unión Cultural Oruro São Paulo. (foto: Antonio Andrade/boliviacultural.com.br)

Os homens usam também roupas muito brilhantes e calças curtas, com sandálias. Mas o grandioso mesmo é esperar pela Diablada, onde todos usam máscaras lindas de diabos coloridos e a dança simula chifrinhos. Todas as danças masculinas exigem um esforço físico grande, pois são na sua grande parte “saltadas”.

É uma combinação de brilhos, cores, comidas e músicas tão grande que o Carnaval de Oruro foi reconhecido como Patrimônio Cultural Oral e Imaterial da Humanidade pela Unesco. Assim como no Brasil foi reconhecido o samba-de-roda do Recôncavo Baiano.

Com uma colônia muito representativa em São Paulo, o que será que a comunidade boliviana está preparando por aqui? Pois já está agendada para sábado 26 de fevereiro o Carnaval Andino 2017. Será no Memorial da América Latina com mais de 500 dançarinos! Veja a programação!

c756e79d27b50f7b7dddb9f96a4b970f

Pra visitar Oruro nesta época recomenda-se reservar com antecedência o hotel ou pousada. Existe um roteiro pelas ruas principais divulgada pelo site da cidade.

Chinas Supay ( foto: boliviacultural.com.br)

Chinas Supay ( foto: Antonio Andrade/ boliviacultural.com.br)

O grito de Carnaval já foi dado em por lá: https://youtu.be/gmGCJIysnek