Viagem

11 destinos para ver os típicos tapetes de rua do Corpus Christi

Conheça lugares nacionais e internacionais que comemoram o feriado de origem belga, que chegou ao Brasil pelos colonizadores portugueses e espanhóis

14/06/2017 | 17h26    

Larissa Godoy, especial para o Estado - O Estado de S.Paulo

Tradição. Em Castrillo de Murcia, na Espanha, festival 'El Salto del Colacho' é realizado desde 1620 junto do Corpus Christi

Tradição. Em Castrillo de Murcia, na Espanha, festival 'El Salto del Colacho' é realizado desde 1620 junto do Corpus Christi Foto: Ricardo Ordonez/ Reuters

Serragem, pó de café, flores e sal. Esses são alguns dos “ingredientes” usados para formar os tapetes coloridos que enfeitam as ruas em motivos religiosos de algumas cidades - não só brasileiras, mas ao redor do mMundo -  no feriado de Corpus Christi, celebrado nesta quinta-feira (15). Com um pouquinho de criatividade, a fé da comunidade vai tomando forma e mais do que uma expressão religiosa, torna-se uma manifestação cultural. 

 

No Brasil, a feriado chegou com os colonizadores portugueses e espanhóis, que também deixaram como herança o catolicismo. A data é uma das festas mais importantes para a Igreja Católica pois comemora a eucaristia, que é o sacramento do sangue e corpo de Cristo. E nas festividades, o ponto alto é a procissão, quando o líder da alta hierarquia católica conduz o hostiário por sobre as ruas ornamentadas. É um momento solene para os fiéis. E já que o feriado está a poucos dias, sem muito tempo para planejamento, separamos alguns destinos próximos onde a celebração de Corpus Christi é tradicional, mas também damos dicas de passeios mais distantes, com festas bastante tradicionais e diferenciadas. Não vão faltar tapetes, fé e expressão cultural. 

Fora do Brasil, principalmente em Países católicos, é fácil encontrar locais em que se comemora o Corpus Christi. Em Portugal, a data é reconhecida como feriado nacional de Corpo de Deus. É comum em muitas cidades ao norte do País e também em Lisboa, onde se organizam procissões em ruas decoradas com flores. Já na Espanha, na cidade de Castrillo de Murcia, a 280 quilômetros de Madri, a tradição é mantida e ampliada. Lá, além dos tapetes coloridos e a procissão, existe o festival “El Salto del Colacho”, celebrado anualmente desde 1620 durante o feriado de Corpus Christi. O ritual do “salto do diabo” conta com a presença - fofa e ilustre - de bebês, que ficam deitados sobre colchões, nas ruas, esperando que homens fantasiados de diabo pulem por eles. A ideia é de que com o ritual as crianças sejam protegidas dos espíritos do mal.

Veja a seguir alguns destinos, no Brasil e no mundo, onde a tradição religiosa é também motivo de procissão turística. 

 

Matão (SP)

Em Matão, a pouco mais de 300 quilômetros da capital, a celebração de Corpus Christi está oficialmente no calendário desde 1948. A partir dessa data, todos os anos, artistas e voluntários se unem para a elaboração dos tapetes de rua que se estendem por 12 quarteirões da cidade. Para isso, 70 toneladas de materiais -- entre flores, serragem, vidro e areia-- são necessárias. A montagem começa às 4h e às 16h se inicia a procissão. A festa conta ainda com feira de artesanato, apresentações musicais e exposição e venda de flores a partir das 9h. 

Perto da capital. Em Santana de Parnaíba, festividades de Corpus Christi atraem muitos turistas

Perto da capital. Em Santana de Parnaíba, festividades de Corpus Christi atraem muitos turistas Foto: Nilton Fukuda/ Estadão

Santana de Parnaíba (SP)

Santana de Parnaíba tem uma das comemorações de Corpus Christi mais típicas de São Paulo. E para quem não planeja viagens longas, o passeio é uma boa pedida -- fica apenas a 55 quilômetros da capital. Na quinta-feira (15), a programação começa cedo. Às 6h será iniciada a montagem do tapete que, este ano, tem como tema “Ano Mariano, Ano de Maria que nos leva a Eucaristia”, e até turistas podem ajudar.  O tapete passa pelas principais ruas do centro histórico, entre elas: a Largo da Matriz, Rua Santa Cruz e Praça da Bandeira. Ao longo do dia serão realizadas quatro missas na Igreja Matriz, às 15h a missa campal será seguida pela procissão. Além das atividades religiosas, uma feira de Artesanato será montada na Rua André Fernandes e Conde de Monsanto, já a área de alimentação ficará na Rua Pedro Procópio. Mais informações aqui.

Corpus Christi em Paraty. Celebração tem ruas ornamentadas, procissão e missa

Corpus Christi em Paraty. Celebração tem ruas ornamentadas, procissão e missa Foto: Ricardo Gaspar – www.paraty.com.br

Paraty (RJ)

Tudo bem que o tempo não está para praia, mas a beleza colonial de Paraty (RJ), a 267 quilômetros de São Paulo, dá um ar especial à festa de Corpus Christi. Tem procissão, ruas ornamentadas e também Festival do Camarão, entre os dias 16 e 18 de junho, para quem tiver a chance de emendar o feriadão. 

Mariana (MG)

Em Mariana (MG), a 116 quilômetros de Belo Horizonte, Corpus Christi é uma tradição religiosa que remonta o século 18. É um dia marcado pela fé, celebrado em missas e com procissão pelas ruas do centro histórico. O evento principal ocorre às 17h, na Praça dos Ferroviários, com uma missa presidida por Dom Geraldo Lyrio Rocha. Depois da cerimônia, fiéis e religiosos seguem pelos tapetes coloridos entre as ruas Santa Cruz, Getúlio Vargas e Praça da Sé. 

 

Ouro Preto (MG)

Também em Minas Gerais, na cidade de Ouro Preto, a 98 quilômetros da capital mineira, missas e fé marcam a data, como em Mariana. No feriado de Corpus Christi desta quinta-feira (15), a típica procissão pelas ruas ornamentadas sção realizadas no período da manhã. As celebrações começam às 7h com uma missa na Igreja São Francisco de Assis e, logo depois, a procissão segue até a Igreja Nossa Senhora do Rosário. No trajeto são dadas três Bênçãos Eucarísticas. Mais informações em:

Religiosidade. Em Minas Gerais, Corpus Christi é manifestação da fé, marcada por missas e procissão

Religiosidade. Em Minas Gerais, Corpus Christi é manifestação da fé, marcada por missas e procissão Foto: Renato Weil/ Estado de Minas/ AE

Pirenópolis (GO)

Em Pirenópolis, a quase 130 quilômetros de Goiânia, em Goiás, as preparações para o Corpus Christi já começam nesta quarta-feira (14). Durante a noite, os pirenopolinos se reúnem para a confecção do tapete da Rua Direita, onde a procissão passa na quinta-feira (15) logo cedo, às 6h. A missa é às 7h na Igreja Matriz. Mas as celebrações não param por aí. De sexta-feira (16) até domingo (18), no Bairro da Vila Matutina, ocorre as Cavalhadinhas, a versão mirim das representações teatrais inspiradas em torneios medievais típicas da cidade.  

Berço. Feriado de tradição belga não tem mais tanto apelo, mas ainda é celebrado em alguns lugares

Berço. Feriado de tradição belga não tem mais tanto apelo, mas ainda é celebrado em alguns lugares Foto: © Stad Brugge Cel Fotografie - Jan Termont & Dirk Van der Borght

Bélgica.  Acredita-se que a celebração tenha sido originada no país, em 1258, Corpus Christi não é amplamente conhecido e comemorado pela população, mas continua em pontos específicos. Em Bruges, a 100 quilômetros da capital Bruxelas, uma pequena procissão é realizada em Beguinage, uma espécie de vila medieval que originalmente servia de lar para beatas, ao estilo de um convento mais liberal. 

Peru. Em Cusco,  os tapetes coloridos dão lugar a quinze santos e virgens dos distritos da cidade, que são carregados em procissão até a Catedral, uma forma de saudar o corpo de Cristo. Na noite anterior ao feriado, é feita uma vigília e pratos típicos, como o chiriuchu, porquinho da índia com pimenta, chicha morada, uma bebida típica peruana feita com milho roxo, e pães de milho são servidos. 

Diferente. Em Cusco, no Peru, Corpus Christi não tem tapetes, mas tem chiriuchu, prato típico de porquinho da índia com pimenta

Diferente. Em Cusco, no Peru, Corpus Christi não tem tapetes, mas tem chiriuchu, prato típico de porquinho da índia com pimenta Foto: Pilar Olivares/ Reuters

Inglaterra. Fora do eixo Católico Apostólico Romano, na Inglaterra, o Corpus Christi passou a ser celebrado em 1318. Em Arundel, a 105 quilômetros de Londres, são dois dias de comemoração com direito a tapete de flores confeccionados pelos devotos. As decorações são temáticas e para este ano, o centenário da morte do fundador da igreja, o Duque de Norfolk Henrique XV, servirá de inspiração.  O trabalho de arte é exposto tanto no corredor da Catedral de Arundel, um dos principais pontos onde se celebra o Corpus Christi, como nas ruas, ligando a igreja até o Castelo de Arundel, local da bênção final. 

Decoração. Em Arundel, na Inglaterra, tapetes ornamentados enfeitam também a catedral da cidade

Decoração. Em Arundel, na Inglaterra, tapetes ornamentados enfeitam também a catedral da cidade Foto: Arundel Cathedral


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.