20 dias entre Holanda e Bélgica no inverno

Envie sua pergunta para viagem.estado@estadao.com

Ricardo Freire, O Estado de S.Paulo

03 Novembro 2015 | 03h00

Todos os anos viajamos (meu marido, minha filha de 12 anos e eu) para Barcelona, onde tenho família. De lá vamos para outro ponto da Europa. Este ano temos uma passagem de Barcelona a Amsterdã dia 14 de dezembro; queríamos rodar por Holanda e Bélgica e voltar a Barcelona em 4 de janeiro. É melhor ir de carro ou de trem? Que itinerário recomenda? (Marta, São Paulo)

Dezembro é uma época bem ingrata para viajar por Holanda e Bélgica. O clima é gélido e úmido; os dias serão curtos, com luz até as 16 horas. A ausência de relevo e de estradinhas vicinais pitorescas não justifica alugar carro e correr o risco de enfrentar gelo e neve na estrada. As cidades são lindas, mas podem se revelar repetitivas numa viagem de 20 dias. Recomendo aumentar um pouco a área a visitar e montar bases nas cidades maiores.

Eu deixaria Amsterdã para o gran finale. E começaria pela Alemanha, por causa dos mercados natalinos, que são encantadores e esquentam o inverno com rinques de patinação no gelo, comida farta e Glühwein (vinho quente). É uma pena que já tenham comprado passagem de ida; a Ryanair voa baratinho de Barcelona a Colônia. Passem a primeira noite em Amsterdã e peguem um trem no dia seguinte; são 2h40 de viagem (não recomendo fazer conexões não-vinculadas entre avião e trem). Fiquem quatro noites em Colônia; num dia bonito, façam um passeio de barco pelo Reno. É possível também fazer um bate-volta de trem a Aachen (35 minutos) e visitar a vizinha Düsseldorf (25 minutos).

Entre a Alemanha e a Bélgica vocês podem passar duas noites em Luxemburgo (3h40 de trem de Colônia), completando a primeira semana de viagem. Mais 3h40 de trem e vocês chegam a Bruxelas, que vale três noites (façam um bate-volta de trem a Leuven, 25 minutos). Depois, sugiro duas noites em Ghent (30 minutos) que é mais animada que Bruges (30 minutos de trem adiante). Ao seguir para Amsterdã, façam um pit stop (parada de quatro a seis horas, deixando as malas no guarda-volumes) em Antuérpia. Na etapa belga, comprem o Rail Pass da Belgian Rail, que faz todo trecho doméstico sair a 7,50 euros.

Nos últimos 8 dias, sugiro alugar um apartamento em Amsterdã e brincar de moradores. Comprem o I amsterdam Card de 72 horas e usem as atrações como desculpa para esquadrinhar a cidade. Antes e depois de usar o cartão, dá para visitar as cidades de Haarlem (20 minutos) e Haia (50 minutos) e os moinhos de vento de Zaanse Schans, colados à cidade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.