Viagem

4 lugares imperdíveis para ir em Bangcoc (ou Bangkok)

02/02/2016 | 05h00    

Felipe Mortara - O Estado de S. Paulo

Mercado flutuante perto de Bangcoc

Mercado flutuante perto de Bangcoc Foto: Felipe Mortara|Estadão

BANGCOC - Quatro dias é a duração média da permanência dos turistas em Bangcoc. Mas a capital tailandesa tem atrações nos arredores que facilmente justificam uma semana. 

Quanto ao transporte, alugar carro na Tailândia é uma opção que não compensa tanto. Valores das diárias são próximos aos dos tours organizados e a mão inglesa de direção dificulta a vida dos ocidentais. Os ônibus e o metrô são alternativas eficientes e seguras para fazer os passeios a seguir. 

Mercados às margens de canais entre campos de arroz são ícones nessa parte da Ásia. O mercado flutuante de Damnoen Saduak, a 90 quilômetros de Bangcoc, é um desses preciosos destinos para onde os turistas rumam para conhecer um pouco da vida rural. Frutas como mangostão, lichia e manga parecem que vão afundar as pequenas canoas paradas nas margens. É um lugar para pechinchar por souvenirs e provar uma autêntica noodle soup (50 baht ou R$ 5,60), sopa clássica do país. Tours saindo de Bangcoc custam a partir de 500 baht (R$ 56) na Asia Discovery e 2.330 baht (R$ 260) na Asiaiza. Há ônibus a cada 40 minutos desde o Terminal Sul de Bangcoc (40 baht ou R$ 4,50) que deixam a um quilômetro do mercado – dá para chegar a pé. Se quiser alugar um barco, os preços começam em 1.000 baht (R$ 113).

Com 120 metros de altura por 45 de diâmetro, é a maior stupa da Tailândia – e do mundo. Há registros da construção em forma de cone já no ano 675; aos poucos, foi incrementada até atingir as impressionantes formas atuais. A stupa abriga um claustro de monges e várias imagens de Buda. Em algumas delas os fiéis colam pequenas folhas de ouro como oferenda e forma de fazer pedidos à divindade. Fica a 52 quilômetros de Bangcoc e também há ônibus saindo do Terminal Sul (40 baht ou R$ 4,50).  

Saphran Riverside 

Na saída há uma curta exibição de truques com elefantes, que não parecem muito felizes. Antes das apresentações é possível almoçar em um bufê com comida asiática variada e bem preparada (500 baht ou R$ 56). Mais em sampranriverside.com

Museu, templo e canais 

Uma manhã é suficiente para compreender um pouco do amor dos tailandeses pelos barcos. O Royal Barges Museum (100 baht ou R$ 11; 80/1 Arun Amarin Road) abriga imensas embarcações adornadas que pertencem ao rei e desfilam em datas especiais. Pode ser combinado com um passeio de barco pelos canais residenciais de Bangcoc, que saem de afluentes do Rio Chao Phraya – por cerca de 300 baht (R$ 34). Se ainda não tiver conhecido Wat Arun, o Templo do Amanhecer, peça ao barqueiro para parar. A bela decoração é toda feita com mosaicos de cacos de porcelana.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.