Divulgação
Divulgação

A

Abadás

Adriana Moreira. Felipe Mortara e Bruna Toni, O Estado de S. Paulo

27 Janeiro 2015 | 03h00

No carnaval de Salvador eles são fundamentais para quem não tem o desprendimento necessário para enfrentar a pipoca (quem vai fora dos cordões). Há um verdadeiro esquema de segurança para entregar essas “camisetinhas” para seus donos – não são raros os casos de furto. Afinal, o investimento é alto e muita gente passa o ano pagando a diversão de fevereiro. Quem quiser ver Bel Marques no bloco Camaleão paga desde R$ 790 o dia; Timbalada, desde R$ 380; Claudia Leitte no Largadinho, R$ 340. O Nana Banana sem Bel Marques desvalorizou e agora custa R$ 290. A Central do Carnaval (centraldocarnaval.com.br) e o Quero Abadá (queroabada.com.br) vendem para os principais blocos.

Mais conteúdo sobre:
carnaval carnaval 2015

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.